sexta-feira, 30 de julho de 2010

Dica de Blog: BiblioComics

Este blog foi sugerido pelo professor Waldomiro Vergueiro. A ideia do blog surgiu a partir de um trabalho de faculdade, realizado por Alexandre Medeiros - hoje, formado em Biblioteconomia-, no ano de 1995. O trabalho, na época, propunha reunir Histórias em Quadrinhos aonde o livro, a leitura, a biblioteca e o bibliotecário aparecessem como o tema central ou personagem das histórias. Quinze anos depois, Alexandre está revendo esse material, na forma de um blog, onde acrescenta novo material, reunindo tiras e charges sobre livros e bibliotecários.

Vale a pena conferir, tirar ideias e deixar comentários.
Para ir ao blog BiblioComics, clique aqui!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Jornalismo em quadrinhos: Última reportagem da série homenageia Jean Charles com história em quadrinhos


Thiago Herdy - Estado de Minas

Publicação: 28/07/2010 08:08 Atualização: 28/07/2010 08:20

A tragédia que ceifou a vida do mineiro Jean Charles de Menezes já foi contada de todas as formas possíveis, foi transformada em filme, ganhou manchetes do noticiário internacional e manchou de sangue inocente a até então intocada reputação da infalível Scotland Yard, a polícia britânica orgulho de sua majestade e expôs também a face de um novo e terrível inimigo criado pelo terrorismo internacional: o medo e a paranoia.

Sem saber o que o destino lhe reservava naquele 22 de julho, Jean acordou, se vestiu e saiu apressado para mais um dia em sua vida. Tomou o ônibus, o metrô, leu as notícias do dia e morreu, sem saber o porquê de tamanha violência. Seguido por agentes contaminados pelo medo e pela paranoia disseminanda pelo terror, e vítima de uma sucessão de erros da polícia londrina, Jean deixou a vida para virar estatística e notícia.


Ao refazer os passos do brasileiro, o EM humanizou sua história, convidou a todos nós, que acompanhamos a tocante narrativa de Thiago Herdy, a cruzar o Atlântico e viver as agruras, as lutas e vitórias dos milhares, que, como fizeram os grandes navegantes do passado, deixam sua terra em busca de um sonho. O repórter nos emprestou seus olhos, seus ouvidos e nos levou a viver o sonho do imigrante. Ao fazer isso, fez com que nós fôssemos, por alguns momentos, Jean Charles. Assim, no quinto aniversário de sua morte, o jovem mineiro, generosamente, divide essa homenagem do EM com todos os bravos homens e mulheres que partem para lutar, em terras estrangeiras, pelo sonho de dias melhores.

Para encerrar a série, não recontamos a história já tão repetida em várias línguas e formatos. Isso Thiago Herdy, com maestria e poesia, já fez na primeira matéria da série. Assim, escolhemos uma velha canção dos Beatles, In my life (Em minha vida), para contar em quadrinhos o que teria sido mais um dia na vida de Jean Charles.

FONTE: UAI

Conheça o projeto J. Carlos em Revista


Cássio Loredano e Julieta Sobral, respectivamente idealizador e coordenadora do projeto J. Carlos em Revista, tiveram uma iniciativa louvável: digitalizaram e disponibilizaram para consulta gratuita todo o acervo das revistas O Malho e Para Todos, dirigidas pelo designer e caricaturista J. Carlos durante as décadas de 1920 e 1930. Ao todo são nove anos de publicação, em alta definição, disponíveis aos leitores.

Para ter acesso ao material, basta se cadastrar ou acessar, como visitante, o site aqui. Além de poder ler as páginas na tela do computador, é possível imprimi-las. No site do projeto Cássio conta como foi o processo de digitalização e os por menores do trabalho que possui patrocínio do Programa Petrobras Cultural. Fora o site, o projeto rendeu ainda dois livros: O Vidente Míope, de autoria do historiador Luiz Antônio Simas; e O Desenhista Invisível, da professora Julieta Sobral.

Para conhecer mais a respeito do J. Carlos em Revista clique aqui.

FONTE: BIGORNA

Família salva sua casa graças a um exemplar de Action Comics #1


Por Sérgio Codespoti

Segundo o site Asylum, uma família estadunidense, cujo nome não foi divulgado, conseguiu salvar sua casa, que seria posta em leilão por falta de pagamento da hipoteca, graças a uma cópia de Action Comics #1 encontrada no porão.

Action Comics #1, de 1938, é a revista na qual surgiu o Super-Homem, personagem que é considerado o primeiro super-herói das HQs.

A casa pertence à família desde a década de 1950, e o exemplar de Action Comics #1 foi encontrado numa caixa junto com outras revistas, quando a família estava empacotando seus pertences para a mudança. A edição vale aproximadamente 250 mil dólares, segundo Stephen Fishler um dos sócios da ComicConnect, e foi comprada pelo pai da atual proprietária.

O exemplar será leiloado pela ComicConnect, e o lance inicial será de 250 mil dólares. Recentemente, duas cópias famosas de Action Comics #1, o exemplar da Coleção Kansas City e outro graduado com nota 8,5 pelo CGC, foram vendidas respectivamente por um milhão e 1,5 milhão de dólares.

FONTE: UNIVERSO HQ

quarta-feira, 28 de julho de 2010

I Congresso Nacional de Estudos da Linguagem e II Encontro Regional de Profissionais de Leitura e Produção de Textos

Clique na imagem para ampliar

Florianópolis terá evento de quadrinhos


Anote na agenda: no dia 14 de agosto, Florianópolis vai sediar o evento de quadrinhos HQCON. Além de HQs, o evento vai tratar, entre outras coisas, de música, tecnologia, moda, cinema e literatura.

A HQCON, que ocorre no Floripa Music Hall, terá uma série de palestras, abordando animações, quadrinhos autorais, HQs e educação, HQs e multimídia e HQs e música. Entre os palestrantes, estão Pedro Franz, Eddy Barrows, Clovis Geyer, Ricardo Manhães, Mário Luiz C. Barroso, Erico Assis, Diego Moreau, Rafael Soares Duarte e Daniel Soares Duarte, e este que vos escreve.

Quem curte se fantasiar, poderá participar de um concurso de cosplay. Os quadrinistas Pedro Franz e Ricardo Manhães também vão ter seus trabalhos expostos no local.

Confira a programação completa:

O Brasil no caminho das Animações, 10h até 11h30min.

Conversa com o pessoal do:
AnimaKing, é hoje o maior estúdio de animação na área de stop-motion no Brasil. (Minhocas) o filme é pioneiro no país ao utilizar a técnica stop-motion em longa-metragem.
Cafundó Estúdio Criativo, é um estúdio de design digital focado em motion graphics, animação, ilustração e soluções para novas mídias.
Estão participando do Anima Mundi 2010 na categoria portfolio com o filme “Jardim das Delícias”.

Quadrinhos autorais, 11h40 até 12h40.
Pedro Franz, quadrinista e designer gráfico autor da HQ “Promessas de amor a desconhecidos enquanto espero o fim do mundo”.

Cadu Simões, historiador e estudante de grego antigo, vencedor do HQMix como roteirista revelação e membro-fundador do coletivo de quadrinistas independentes Quarto Mundo.

Daniel Esteves, historiador e roteirista, vencedor dos prêmios HQMix e Angelo Agostini e professor de quadrinhos. Diretor da escola HQ em Foco e membro do conselho do coletivo.

Felipe Meyer, publicitário, redator e roteirista de quadrinhos. Editor do Jornal de Debates e indicado ao troféu HQMix pela revista independente Contos da madrugada.

Influências da história em quadrinhos na educação, 12h40min até 13h40min.

Clóvis Geyer, ex-chargista do DC, quadrinhista e professor da Udesc.

Diego Moreau, Mestre em Ciência da Linguagem (História em Quadrinhos) pela Unisul, professor universitário na Estácio de Sá Santa Catarina.

Erico Assis, colaborador do Omelete e tradutor.

13h40min até 14h10
Intervalo com Show e Apresentações

HQ é Multimídia, 14h10 até 15h10.
Eddy Barrows: Desenhista exclusivo da DC Comics (editora estadunidense de histórias em quadrinhos e mídia relacionada) desenhou Novos Titãs, Lanterna Verde e é o atual desenhista do Superman.

Erico Assis, colaborador do Omelete e tradutor.

Gabriel Rocha, O jornalista é fã de HQs desde antes de saber ler. Site Quadriteca.
Ricardo Jahn, publicitário e colaborador de conteúdo do site hagah.

Desfile Cosplay – 15h10 às 16h
Concurso Cosplay + Show

HQ e Música - 16h até 17h.
Mario Luiz C. Barroso: Atual tradutor da linha de super-heróis da Panini Comics, jornalista, ex- editor da linha de super-heróis da editora Abril.

Rafael Soares Duarte: Professor de Literatura formado em Letras pela FURG-RS é mestrando em Teoria da Literatura na UFSC, com pesquisa sobre Watchmen.

Daniel Soares Duarte: Professor de Literatura formado em Letras pela FURG-RS é mestre em História da Literatura e doutorando em Teoria Literária.

Jam Session – 17h até às 17h30
Mario Luiz C. Barroso + Rafael Soares Duarte + Daniel Soares Duarte

De Maurício a Clark – Artistas Made in Brazil, 17h 30 min até 19h.
Ricardo Manhães: Desenhista, que atua no mercado europeu e um dos autores do álbum MSP + 50, segundo volume da homenagem ao cinquentenário de carreira do criador da Turma da Mônica.

Mario Luiz C. Barroso: Atual tradutor da linha de super-heróis da Panini Comics, jornalista, ex- editor da linha de super-heróis da editora Abril.

Eddy Barrows: Desenhista exclusivo da DC Comics (editora americana de histórias em quadrinhos e mídia relacionada) desenhou Novos Titãs, Lanterna Verde e é o atual desenhista do Superman.

Erico Assis, colaborador do Omelete e tradutor.

Mais informações podem ser encontradas no site oficial do evento.

FONTE: QUADRITECA

Clássicos em quadrinhos


William Costa // williamcosta.pb@dabr.com.br

Selo Farol HQ estreia no mercado editorial com quatro obras primas de Júlio Verne, Herman Melville e Lewis Carroll As histórias em quadrinhos, no Brasil, nem sempre gozaram do prestígio que desfrutam hoje entre os pais e os pedagogos. Houve um período em que sua leitura era considerada 'alienante', para dizer o mínimo, e não poucas crianças foram afastadas de suas páginas devido ao excesso de "zelo educacional" de quem mandava no lar e nas escolas. Felizmente este tempo passou e, atualmente, as HQs, em suas diversas vertentes, levam milhares de leitores de todas as faixas etárias ao delírio, sendo, inclusive, indicadas pelos profissionais que trabalham com literatura e incentivo à leitura.


No segmento das histórias em quadrinhos, um dos projetos de maior êxito são as adaptações de clássicos da literatura mundial para este formato. Prova disso é a mais recente aposta da casa paulista Difusão Cultural do Livro (CDL), que, através do selo editorial Farol HQ, estreou recentemente no mercado brasileiro lançando quatro sagas fantásticas: Viagem ao Centro da Terra, Vinte Mil Léguas Submarinas - ambas do francês Júlio Verne -, Moby Dick, do autor norte-americano Herman Melville, e Alice no País das Maravilhas, do escritor inglês Lewis Carroll. Ao todo serão dez títulos lançados ao longo do ano.

A editora de Literatura da CDL, Daniela Padilha explicou que trata-se de mais um gênero para ser apreciado pelos leitores. E assegura que não há perigo do leitor se desinteressar pela obra original apenas por já ter lido a versão em quadrinhos. "De forma alguma, mas, ao contrário, funciona como primeira via de acesso. Acreditamos que o efeito é inverso. Um leitor que, a primeiro momento, não pegaria o livro na íntegra de Moby Dick para ler, por conta da sua complexidade e número de páginas, terá contato com a obra de Herman Melville pelos quadrinhos e, depois, poderá partir para o livro na íntegra", justificou.

O Farol HQ chegou com a proposta de lançar clássicos da literatura com um texto fiel à história original, mas adaptado, também, para a linguagem atual, investindo, ainda, em um formato de fácil manuseio (brochura em 16,5 x 26 cm). "Nossa intenção é ser um selo de quadrinhos nacionais e importados. Nosso principal direcionamento será de adaptações de clássicos, para serem usados em sala de aula como mais um gênero de trabalho. Queremos aproximar os jovens da literatura clássica, por meio de uma linguagem dinâmica, mas não menos rica e trabalhada", disse Daniela.

Daniela informou que, ainda para 2010, está previsto o lançamento de quadrinhos clássicos adaptados por autores brasileiros. Os dez primeiros títulos são traduções. Para as obras nacionais será discutida a escolha a cada título. O próximo lançamento, Hamlet, de William Shakespeare, está sendo desenhado pelo quadrinista Sam Hart. "O gosto por esse gênero e o investimento editorial por parte das casas editorias vão fazer os quadrinhos chegarem às mãos de um público maior", ressaltou.

As revistas-livros do Farol HQ são bastante instruntivas, pois, além das histórias em si, trazem em suas páginas finais informações interessantes sobre os assuntos abordados na obra. No caso de Moby Dick, por exemplo, há comentários sobre a caça de baleias, para que servia e como era vista pela sociedade da época. Em Viagem ao Centro da Terra há quadros falando sobre os vulcões. Vinte Mil Léguas Submarinas traz um perfil biográfico de aventureiros famosos, como Amyr Klink, a família Schürmann e Jacques Costeau. E em Alice o leitor poderá conhecer o País das Maravilhas e um pouco mais sobre a vida de Lewis Carroll.

FONTE: O NORTE

Centenário Nico Rosso


O blog Centenário Nico Rosso comemorou – há exatamente nove dias – o centenário de Nico Rosso com um postagem mostrando uma série de ilustrações do autor. O blog foi criado em 2009 para homenagear o desenhista Nico Rosso (1910-1981) na véspera de seu centenário de nascimento comemorado no dia 19 de julho de 2010. O neto do quadrinhista, Claudio Rosso, participa do blog postando artes e curiosidades da carreira deste italiano que se tornou um dos Mestres dos Quadrinhos de Terror no Brasil. Para conhecer o blog clique aqui e aqui para ver a postagem que faz referencia aos centenário do autor.

FONTE: BIGORNA

Anima Mundi 2010 começa em São Paulo


Começa nesta quarta-feira, 28, a décima oitava edição do Anima Mundi, em São Paulo. O festival de animação esteve no Rio de Janeiro nas últimas duas semanas, e a única grande baixa da edição paulistana é a ausência de Stephen Hillenburg, criador do Bob Esponja, que precisou voltar aos EUA.

Aqui em São Paulo, além da programação de curtas e longas de animação que serão exibidos no Memorial da América Latina e no Centro Cultural Banco do Brasil, os destaques são bate-papos com o espanhol Jordi Grangel, um dos animadores de A Noiva Cadáver, e o brasileiro Guilherme Marcondes, criador de Tyger, e que hoje trabalha com animação no mercado norte-americano.

Há também oficinas abordando temas como sonoplastia, formação de roteiros, grafite e sticker art, todas no Memorial.

Veja a programação completa clicando aqui. As sessões custam R$ 6,00.

FONTE: HQ MANIACS

Mostra de quadrinhos no Cariri

O "Cariri Mostrando a 9ª Arte de Quadrinhos e Animação" trará, pela primeira vez à região, os grandes nomes da área para palestras, oficinas, workshops e ampliará o debate em torno de temas relacionados ao aspecto social e a transformação por meio das histórias em quadrinhos (HQs). Essa é a proposta do trabalho a ser desenvolvida na Fundação Casa Grande, em Nova Olinda, com a participação de cerca de 900 pessoas no público, a realização de 11 mesas de debates, 29 palestras, em torno de cinco temas centrais, lançamentos de livros e revistas. O evento começa dia 6 de agosto e vai até o dia 8.

Grandes nomes nacionais e internacionais estarão presentes para levar ao público as novas tendências dos HQs e animação, tanto do Brasil como de Portugal e Canadá. Mas, uma Mostra de Cinema e Oficina de Animação, a ser realizada de 2 a 5 de agosto, no Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil (CCBN), em Juazeiro, já dará ao público uma pequena ideia do que representará esse evento para o segmento, por meio do Núcleo de Animação do Ceará, com a apresentação de 41 vídeos. Também no dia 2 de agosto, no Sesc, em Juazeiro do Norte, acontecerá palestra com a roteirista Sônia Luyten, da Universidade de São Paulo (USP), também especialista em mangá, outro tipo de quadrinho.

A mostra será aberta no dia 6, a partir das 8 horas, pelo presidente da Fundação Casa Grande, Alemberg Quindins. Esse momento conta com a realização de tour pelos laboratórios de conteúdo e produção da entidade e a abertura da exposição permanente sobre a história dos quadrinhos no Ceará, de 1930 aos dias atuais. Essa exposição estará presente na gibiteca de 3.500 exemplares de HQs, na Casa Grande, inaugurada em 2006, a primeira no Ceará.

Segundo o presidente da entidade, a ideia do encontro em Nova Olinda é também promover este espaço, que vem atuando na formação de leitores e gestores de quadrinhos. Ele destaca a importância de se disseminar gibitecas de todo o Brasil. No Cariri, lembra da ausência desses espaços e até mesmo das bibliotecas, que deveriam ser pontos de acesso e incentivo à leitura na infância.

Lançamento

E não só a gibiteca, mas o espaço de produção de revista em quadrinhos está presente na Fundação. Durante a mostra será lançado a revista contando a história de todo esse processo, o HQ Brincando de fazer gibi, produzida pela turma da Casa Grande Editora. "O Romance do Pavão Misterioso" será outro lançamento de Klévisson Viana, além de lançamentos de livros sobre o assunto. Os temas principais a serem debatidos no evento estão relacionados às políticas públicas para a literatura em quadrinhos, produção, promoção e espaço para os quadrinhos, possibilitando aos participantes o acesso a debates com representantes de Portugal, sobre a produção de quadrinhos, conhecido no país lusitano como "Banda Desenhada" (BD).

Dimensão

"Esse será o primeiro encontro no Cariri sobre o tema e a primeira vez que se debate com essa dimensão"
Alemberg Quindins
Presidente da Fundação

MAIS INFORMAÇÕES:
Fundação Casa Grande
Avenida Jeremias Pereira, 444
Nova Olinda/CE
(88) 3546.1333

FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE

terça-feira, 27 de julho de 2010

Dica de Blog: O Código Pratt

O Código Pratt é um blog dedicado à obra de Hugo Pratt, criador do Corto Maltese. Corto Maltese é um marinheiro que percorre o mundo aparentemente pelo simples gosto pela aventura. Um prato cheio para os simpatizantes de idéias anarquistas, as histórias quase sempre se desenvolvem em cenários fascinantes como Veneza, na fronteira entre Itália e Áustria em plena 1ª Guerra Mundial, na África e até mesmo no Brasil.

O blog é atualizado semanalmente. Clique aqui para conferir!

Brasileiro e argentino lançam HQ ambientada nos anos 30, pela Dupuis

O desenhista argentino Jaime Martin regressa com o álbum Toute la poussière du chemin (Toda a poeira do caminho), na colecção Aire Libre ( Área Livre) de Dupuis, em parceria com o roteirista brasileiro Wander Antunes. O história é ambientada no período da depressão dos anos 30, mais especificamente , no Sul dos Estados Unidos. A obra é descrita como sentimental e humanista, uma homenagem aos escritos de Jack London.

Em resumo, a HQ conta a história de Tom, desempregado que vaga pelas estradas do sul dos EUA em busca de trabalho. Em suas andanças, encontra uma criança, que pede para acompanhá-lo. A contragosto, ele aceita a companhia do menino dando início a uma forte amizade, que resiste à violência da época e dá lições de solidariedade.

ORIGINALMENTE PUBLICADO EM ACTUA BD

OBS: A tradução está meio tosca, pois meu francês (infelizmente) anda enferrujado.

Benício no Sábados da Memória das Artes Gráficas


No Sábados da Memória das Artes Gráficas desta semana, que ocorrerá dia 31, o homenageado será o artista Benício. Assim como os outros artistas antes de dele, Benício dará um depoimento sobre sua carreira, obra e técnica para o público presente. O bate-papo será gravado e transcrito, gerando cadernos biográficos que serão vendidos a preço de custo na própria Biblioteca, e disponível ao público em geral. Após a sessão de depoimento, Benício deixará a marca de sua mão em uma lajota de concreto, que será aplicada num totem da fama dentro da Biblioteca.

O evento terá mediação de Tiago Souza e terá início as 14hs, na Biblioteca de São Paulo, no Parque da Juventude, na Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – Santana – São Paulo (SP). Informações pelo telefone: (11) 2089-0800 begin_of_the_skype_highlighting (11) 2089-0800 end_of_the_skype_highlighting, ou pelo site da biblioteca, aqui.

FONTE: BIGORNA

Programa Saúde na Escola ganha ferramentas para reforço da área de educação em saúde


A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) receberá do Ministério da Saúde (MS) várias ferramentas para reforço das ações de educação em saúde para adolescentes e jovens. O lançamento dessas ferramentas se deu na I Mostra do Programa Saúde na Escola (IM-PSE) e IV Mostra do projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (IVM-SPE), realizadas pelos Ministérios da Saúde e da Educação, em Brasília, no mês de junho de 2010.

Segundo a coordenadora estadual da área Saúde do Adolescente, da SES-MT, Cleidi Eliane de Souza, “tal ação só foi possível com a unificação do Programa Saúde na Escola (PSE) com o projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE), visto que o primeiro abrange 15 temáticas de saúde e prevenção à criança, ao adolescente e ao jovem. A unificação do programa com o projeto foi definida conforme o Decreto Presidencial número 6.286”.

Dentre essas ferramentas está o “Guia de Jovens Para Educação Entre Pares”, uma coleção de oito volumes impressos pelo Ministério da Saúde e, dentro em breve, enviados a municípios que solicitarem, abordando temas como: Prevenção das DST, HIV e AIDS, Metodologia de Educação Entre Pares, Adolescências: Juventudes e Participação, Gêneros, Diversidades Sexuais, Álcool e Outras Drogas, Raças e Etnias e Sexualidade e Saúde Reprodutiva.

Outro lançamento do Ministério da Saúde, desta vez em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) é uma coletânea de Histórias em Quadrinhos (gibis)sobre o projeto Saúde e Prevenção nas Escolas (HQ-SPE).

A coletânea de gibis é voltada para alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, na faixa etária de 13 a 24 anos, e consiste em 06 histórias em quadrinhos, um guia para educadores e um CD ROM com a disponibilização de todo o material.

“Os gibis foram preparados pela UNESCO e o MS levando em conta os princípios de Interdisciplinaridade, Intersetorialidade, Participação (de jovens e adolescentes nas fases do processo) e a devida inclusão no Projeto Político Pedagógico das Escolas”, afirmou Cleidi de Souza Campos.

Das seis revistas 04 abordam duas histórias em quadrinhos, cada, discorrendo sobre os seguintes temas: Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos, DST e AIDS, Viver com HIV, Estigma e Discriminação, Gênero, Vulnerabilidade, Drogas e Educação de Pares. Os títulos das revistas em quadrinhos são: “Perguntas e Respostas”, “Todas as Claudinhas do Mundo”, “Ficar ou Não Ficar?”, e “Balada”.

Uma das revistas é “Um Guia para utilização em sala de aula”. O guia foi preparado para servir como apoio ao educador com textos e sugestões de oficinas para serem desenvolvidas em sala de aula e outros espaços de aprendizagem. Tem sugestões de filmes e de páginas da Internet para cada um dos temas tratados nas HQs.

Segundo Cleidi Eliane, “a intenção é que essas ferramentas, juntamente com as Cartilhas de Adolescentes, lançadas anteriormente, sejam disponibilizadas para escolas que fazem parte do Programa Saúde na Escola (unificado), para professores que participarem das capacitações organizadas pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério da Educação, e pela Secretaria Estadual de Saúde, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação”. (As Cartilhas de Adolescente foram lançadas em 12 Regionais de Saúde, atingindo 22 municípios de MT, como parte de um Plano Piloto nos municípios que já vinham desenvolvendo o PSE e o SPE.)

A Coordenadora ressaltou, ainda, a importância da criação e institucionalização, no nível dos municípios, do Grupo de Gestores Intersetorial Municipal (GGIM) para o fortalecimento do programa juntamente com a articulação e interação entre as Secretarias Municipais de Saúde (SMS) e as Secretarias Municipais de Educação (SME).

Com a volta às aulas e a abertura do programa para os jovens e adolescentes os interessados em obter mais informações sobre o programa podem 0bter mais informações junto à Coordenadoria Estadual de Saúde do Adolescente, da SES/MT, pelo telefone: 3613-5340.

FONTE: O DOCUMENTO


segunda-feira, 26 de julho de 2010

Comic-Com 2010

Ontem, o Fantástico apresentou um reportagem especial de cerca de cinco minutos sobre o Comic-Com. Confira e conheça mais sobre um dos maiores eventos dos quadrinhos e da cultura pop.

Vídeo fala sobre as Histórias em Quadrinhos

Em vídeo disponível no site do Instituto de Radiofusão Educativa da Bahia, especialistas falam sobre histórias em quadrinhos, explicam os primórdios e falam das tendências desta arte, da variedade de estilos e até dos acabamentos cada vez mais complexos. Confira abaixo, ou vá diretamente ao site, clicando aqui!

Histórias do Folclore Brasileiro em quadrinhos


No blog Alfabetizando com Mônica e Turma há várias Hqs para download com histórias envolvendo personagens do folclore brasileiro. Para conferir, clique aqui!

domingo, 25 de julho de 2010

QUADRINHOS SÃO TEMA DE EVENTO EM SÃO PAULO


Segunda edição do HQ em Pauta acontece nos dias 31 de julho e 1º de agosto e apresenta um panorama do mercado nacional de quadrinhos por meio de palestras, debates e mesas-redondas. Como parte da programação, durante todo o mês de julho a Biblioteca Viriato Corrêa vai abrigar a exposição Os Personagens de Spacca.

Cada vez mais presente nas salas de aula, na publicidade, na mídia e em espaços nobres das grandes livrarias, as histórias em quadrinhos – inclusive aquelas produzidas por artistas brasileiros – vêm recebendo atenção como há mais de vinte anos não se via.

Em sua segunda edição, o HQ em Pauta – Encontro de profissionais e leitores de Histórias em Quadrinhos, que acontece nos dias 31 de julho e 1º de agosto em São Paulo, foi ampliado para abordar alguns dos temas que envolvem a produção, distribuição e influências da chamada nona arte.

O evento terá um dia a mais que a edição anterior e vai contar com exibição comentada de filmes, palestras, debates, mesas-redondas e a exposição Os Personagens de Spacca – Do esboço à publicação, detalhando como o cartunista desenvolve suas criações. Todas estas atrações são gratuitas e estarão reunidas na Biblioteca Viriato Corrêa, na zona Sul da cidade.

Entre os nomes confirmados estão os artistas Spacca (Dom João Carioca), Eddy Barrows (Superman), Felipe Massafera (Jambocks), Danilo Beyruth (Necronauta), Eloar Guazzelli (O pagador de promessas) e Laudo Ferreira Jr. (Yeshuah); os jornalistas, escritores e roteiristas Paulo Ramos (Bienvenido – Um passeio pelos quadrinhos argentinos), Gonçalo Jr. (A Guerra dos Gibis), André Morelli (Super-Heróis nos Desenhos Animados), Edson Rossatto (História do Brasil em Quadrinhos), Marcelo Naranjo (Universo HQ) e Jota Silvestre (Revista Mundo dos Super-Heróis); e os editores Maurício Muniz (Gal), Levi Trindade (Panini) e Cláudio Martini (Zarabatana).

Filmes, debates e outras atrações


A programação de cada um dos dias será aberta com a exibição comentada de filmes inspirados nos quadrinhos: dia 31, Rocketeer (1991) e dia 1, Superman II – A aventura continua (1980).

Em seguida, vêm as palestras, mesas-redondas e debates sobre criação de personagens, quadrinhos argentinos, nostalgia vs. modernidade, a trajetória dos quadrinhos no Brasil, o mercado nacional e estrangeiro para desenhistas e a pirataria na Internet (veja programação completa abaixo).

Dia 31, os desenhistas Eddy Barrows e Felipe Massafera farão a análise do portfólio de artistas em início de carreira que ambicionam trabalhar para o mercado norte-americano ou simplesmente aperfeiçoar sua técnica.

No intervalo das atrações e no final de cada dia, os participantes distribuirão autógrafos no saguão da biblioteca. Durante os debates e mesas no auditório, o desenhista Lauro Ferreira Jr. fará o registro do evento por meio de caricaturas.

Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. Para a programação no auditório é necessário retirar senha com 30 minutos de antecedência.

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO, 31 DE JULHO DE 2010
11h00:
Documentário Guia rápido de como entender os quadrinhos, de Scott McCloud
11h30: Sessão comentada do filme Rocketeer, com André Morelli

14h00: Análise de portfolios, com Eddy Barrows e Felipe Massafera
14h30: Palestra O personagem de quadrinhos: simulacro da realidade, com Spacca
16h00: Mesa-redonda Além da barreira editorial entre o Brasil e a Argentina, com Eloar Guazzelli e Claudio Martini, sob mediação de Paulo Ramos
18h00: Debate HQs nostálgicas e modernas: é possível gostar das duas?, com Maurício Muniz e Marcelo Naranjo, sob mediação de Jota Silvestre

19h00: Sessão de autógrafos

DOMINGO, 1º DE AGOSTO DE 2010
11h00:
Sessão comentada do filme Superman II – A aventura continua, com André Morelli
14h00: Palestra A guerra dos gibis: heróis de papel vs. vilões de carne e osso, com Gonçalo Jr.
15h30: Mesa-redonda Quadrinhos no Brasil e no Exterior: como nosso mercado deveria funcionar, com Eddy Barrows e Danilo Beyruth, sob mediação de Maurício Muniz
17h30: Debate Scan: ilegal, mas irreversível?, com Levi Trindade e André Morelli, sob mediação de Jota Silvestre
18h30: Sessão de autógrafos e encerramento.

SERVIÇO:

HQ EM PAUTA II - Encontro de profissionais e leitores de histórias em quadrinhos

Data: 31 de julho e 1º de agosto de 2010

Local: Biblioteca de Literatura Fantástica Viriato Corrêa

Rua Sena Madureira, 298 – Vila Mariana – São Paulo

Horário: das 11h às 20h

Apoio: Andross Editora, Editora Europa, Papo de Quadrinho e Cidade de Papel

Media Partner: Revista Mundo dos Super-Heróis e HQ Além dos Balões

Entrada Gratuita (para a programação no auditório é necessário retirar senha com 30 minutos de antecedência)

Informações: (11) 2943-7687

http://www.hqempauta.com/

Promoção e realização: Sistema Municipal de Bibliotecas e Prefeitura de S. Paulo

Mais informações para a imprensa:

http://www.hqempauta.com/

Dica de blog: Alfabetizando com Mônica e Turma


O Blog Alfabetizando com Mônica e Turma é uma iniciativa da professora IVANA KAIPER, de Porto Alegre (RS). Ivana é professora da rede municipal de ensino de Porto Alegre e trabalha com alfabetização há muitos anos. No blog ela está compartilhando com outros professores alfabetizadores atividades variadas, tendo como tema central os quadrinhos e personagens da Turma da Mônica.

Vale a pena fazer uma visita e conferir a riqueza desse material. Para ir ao blog, clique aqui!

Um contrato com Deus, de Will Eisner vai virar filme em 2011


Foi anunciado durante a Comic-Con, feira de cultura pop, que a graphic novel "Um contrato com Deus", de Will Eisner, ganhará uma adaptação para os cinemas.

Na obra, Eisner reuniu memórias de sua infância passada num cortiço de Nova York, nos anos 30 do século XX. O quadrinho, lançado em 1976, é considerada a primeira "graphic novel". O elenco deverá ser anunciado ainda este ano, mas as filmagens estão previstas para começar apenas em 2011.

sábado, 24 de julho de 2010

1ª Expo Mauricio de Sousa será realizada em outubro


A Mauricio de Sousa Produções firmou contrato com a Showtime Feiras e Eventos para a organização da 1ª Expo Mauricio de Sousa.

O evento, que acontecerá de 24 a 26 de outubro deste ano, no Hotel Transamérica, em São Paulo/SP, tem o objetivo de reforçar a marca Turma da Mônica nos mercados varejista, industrial e de licenciamento.

A expectativa é a de atrair cerca de dez mil visitantes, entre lojistas e consumidores finais, em uma área de 3900m² ocupada por 60 expositores.

"Será a primeira vez que todos os nossos concessionários estarão juntos em uma exposição", afirmou Mauricio de Sousa em nota divulgada à imprensa.

Atualmente, a Turma da Mônica estampa mais de dois mil produtos licenciados no Brasil e em outros países.

FONTE: UNIVERSO HQ

Concurso Tulípio


Até o dia 30 de julho, próxima sexta-feira, o Boteco do Tulípio, está aberto para receber sugestões de títulos para um cartum específico – o qual pode ser visto abaixo. Os autores dos três melhores títulos irão ganhar um exemplar do livro Tulípio – Humor de Botequim, da Devir. Para participar basta enviar as sugestões para o email info@tulipio.com.br. Mais informações no site oficial do personagem criado por Eduardo Rodrigues (roteiros) e Paulo Stocker (desenhos) aqui.

FONTE: TOKA DI RATO

Laerte ilustra livro de Molière


A comédia teatral O Doente Imaginário, do dramaturgo francês Jean-Baptiste Molière (1622-1673), acaba de ganhar, no Brasil, uma versão em livro.

Com adaptação da autora de teatro Marilia Toledo, o livro narra as desventuras de Argan, um hipocondríaco que chega ao ponto de sonhar em ver sua filha casada com um médico para que possa receber tratamento de graça.

O livro traz mais duas atrações: um artigo explicativo sobre como montar uma peça de teatro e a participação do cartunista Laerte, que assina as ilustrações da obra.

O Doente Imaginário, publicação da Editora 34, tem 144 páginas e custa R$ 25,00.

FONTE: UNIVERSO HQ

STAN LEE CRIA SUPER HERÓI CADEIRANTE

Stan Lee, criador do Homem-Aranha, dos X-Men e do Homem de Ferro, dentre outros personagens do Universo Marvel, lançará ainda este ano um super herói cadeirante. O anúncio foi feito durante o Comic-Conomic International.

O enconto que ocorre durante quatro dias no verão em São Diego, Califórnia, Estados Unidos, no San Diego Convetion Center, envolvendo, além de quadrinhos e filmes, diversos outros elementos da cultura pop como anime , mangá, animação, brinquedos, video games séries de televisão e livros de fantasia como Harry Potter e Twilight.


O novo personagem chama-se Soldier Zero e é um professor de astronomia paralítico que depois de um acidente passa a dominar uma arma de guerra alienígena. O desenhista escolhido para o projeto é Javier Pina, e o roteirista é d
e Paul Cornell. Soldier Zero, que chega às livrarias americanas no mês de outubro.

No Brasil, essa temática já foi abordada por Maurício de Sousa, que lançou em dezembro de 2004, na revista da Turma da Mônica nº 222, o personagem Luca, um garoto cadeirante, amante dos esportes,
principalmente de basquete.

Pouco men
os conhecidos são os personagens da Turma da Febeca, criados pelo cartunista carioca Victor Klierp, que conta a vida de um grupo de adolescentes com deficiência física. A protagonista, Febeca foi inspirada na vida real de duas estudantes cadeirantes, Fernanda Willeman e Rebeca Sehman.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Oficina sobre quadrinhos e pesquisa na UFU


Durante a semana ministrei, juntamente com a colega Valéria Fernandes, uma oficina sobre quadrinhos, pesquisa e ensino, durante a ANPUH/MG, que irá se encerrar nesta sexta (amanhã), dia 23 de Julho.

Até o momento ela está sendo muito produtiva. Estamos tendo uma voa quantidade de participantes. Valéria ficou encarregada da parte sobre História das Histórias em quadrinhos e sobre mangá, pesquisa gênero. Eu, por minha vez, fiquei por conta da História das Histórias em Quadrinhos no Brasil e com a parte de quadrinnhos e ensino.

Gostaria de agradecer à organização da ANPUH e aos nossos monitores, sempre prestativos. Gostaria, também, de agradecer ao amigo e jornalista Matheus Moura, que no forneceu vários exemplares de revistas em quadrinhos independentes, para serem distribuídas para os participantes do minicurso.

Estou disponbilizando as apressentações de slides que usamos na internet. Para ter acesso a todas, basta clicar aqui!

Revista Platero, da livraria Martins Fontes, traz matéria sobre quadrinhos


A nona edição da revista online Platero, da Livraria Martins Fontes, traz como destaque uma matéria sobre quadrinhos.

O artigo aponta as diversas boas opções de quadrinhos disponíveis atualmente nas livrarias, baseado numa entrevista com o jornalista Sidney Gusman, editor-chefe do Universo HQ.

Além do texto sobre HQs, a revista eletrônica traz ainda as seções Palavra do autor, Resgate literário e O leitor indica.

FONTE: UNIVERSO HQ

Franco de Rosa no Sábados da Memória das Artes Gráficas


No Sábados da Memória das Artes Gráficas desta semana, que ocorrerá dia 24, o homenageado será o quadrinhista e editor Franco de Rosa. Assim como os outros artistas antes de dele, Franco dará um depoimento sobre sua carreira, obra e técnica para o público presente. O bate-papo será gravado e transcrito, gerando cadernos biográficos que serão vendidos a preço de custo na própria Biblioteca, e disponível ao público em geral. Após a sessão de depoimento Franco de Rosa deixará a marca de sua mão em uma lajota de concreto, que será aplicada num totem da fama dentro da Biblioteca. O evento será mediado por Worney Almeida de Souza e terá início as 14hs, na Biblioteca de São Paulo, no Parque da Juventude, na Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – Santana – São Paulo (SP). Informações pelo telefone: (11) 2089-0800, ou pelo site da biblioteca, aqui.

FONTE: BIGORNA

Álbum resgata a história da presença africana no Brasil


AfroHQ - História e cultura afro-brasileira e africana em quadrinhos (formato 21,5 x 29,7 cm, 88 páginas, R$ 20,00) é o nome de um álbum lançado em Recife, com apoio de leis de incentivo do estado de Pernambuco e que resgata a história da presença africana no Brasil.

A pesquisa e o roteiro são do sociólogo Amaro Braga, professor do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas - UFAL, e os desenhos e as cores (o álbum é todo aquarelado) ficaram a cargo das arte-educadoras Danielle Jaimes e Roberta Cirne, estudantes de Artes Plásticas da Universidade Federal de Pernambuco.

Quem narra a trama, que começa do surgimento do homem na África, são os próprios orixás. A história, claro, passa pela escravidão, a construção do Brasil, seu povoamento e as contribuições culturais que os africanos trouxeram à nossa cultura, como a dança, a música, a linguagem, a culinária, a religião e o artesanato.

"Não floreamos nenhum dos fatos históricos, nem os excluímos. Tentamos o impossível: reunir múltiplas visões defendidas na academia e nos movimentos de cultura negra, que, como se sabe, às vezes se antagonizam", explica Amaro Braga.

O projeto do álbum AfroHQ surgiu baseado na lei 10.639, aprovada em 2003, que prevê a obrigatoriedade do ensino de conteúdos curriculares sobre a História e a cultura africana e afro-brasileira na escola em seus diversos períodos e disciplinas.

Os autores criaram um blog sobre a produção de AfroHQ, inclusive dos problemas que enfrentaram no lançamento do álbum, no dia 2 de julho, na Livraria Cultura de Recife.

Para mais informações sobre como adquirir o livro, escreva para afrohq@gmail.com

FONTE: UNIVERSO HQ

Marca de Fantasia investe em produção digital


A editora independente especializada em quadrinhos Marca de Fantasia, anuncia a mudança na produção editorial. No caso, o editor Henrique Magalhães passa a apostar cada vez mais nas edições digitais, que serão disponibilizadas gratuitamente para download no site da editora. Com isso abre-se perspectiva para novos projetos editoriais. O comunicado, na integra, pode ser lido no site da Marca de Fantasia aqui ou pelo informativo A Marmota.

FONTE: BIGORNA

quarta-feira, 21 de julho de 2010

3º Salão de Humor da Amazônia abre inscrições


Estão abertas as inscrições para o 3º Salão Internacional de Humor da Amazônia - Ecologia no Traço, que ocorre em Belém (PA). A participação é aberta a cartunistas de todo o Brasil e do mundo, tendo como premiação total R$ 13.500.

No ano passado, o Salão de Humor da Amazônia reuniu trabalhos de 25 países, que foram expostos no Espaço São José Liberto. Em 2010, o salão retorna ao mesmo espaço com um período de exposição ampliado. Serão nove dias para conferir o que há de melhor no humor gráfico mundial.

Outra novidade é que os cartunistas irão concorrer em três categorias. Além do tradicional tema Ecologia, o salão terá um tema livre e uma nova categoria: Caricatura. Com isso, será selecionado um total de 150 trabalhos. Os artistas concorrerão a uma premiação de R$ 12 mil. Os vencedores do tema Ecologia receberão R$ 4 mil (1º lugar) e R$ 2 mil (2º lugar). No tema livre, o 1º colocado receberá R$ 2 mil e o 2º, R$ 1 mil. Na categoria Caricatura, a premiação é de R$ 2 mil (1º lugar) e R$ 1 mil (2º).

Além das ilustrações o salão premiará trabalhos na nova categoria Vídeo, tendo como mote a Mostra Competitiva “Minuto pelo Planeta”, que exibirá vídeos de um minuto produzidos em qualquer suporte sobre o tema Ecologia. A premiação é de R$ 1.500.

As inscrições do 3º Salão de Humor da Amazônia podem ser feitas até o dia 25 de agosto, pelo site oficial aqui. O evento será realizado de 17 a 27 de setembro, no Espaço São José Liberto. Haverá ainda um Salão Paralelo, com exposição em homenagem a Euclides “Chembra” Bandeira. A mostra exibirá 10 caricaturas do escritor, jornalista, sambista, letrista e humorista.

O salão é realizado pela Central de Produção - Cinema e Vídeo na Amazônia, idealizado pelo cartunista paraense Biratan Porto e pela produtora Márcia Macedo.

FONTE: BIGORNA

Exposição Zeróis: Ziraldo na tela grande


Desde ontem, terça-feira, dia 20, o Centro Cultural Branco do Brasil - CCBB Rio de Janeiro recebe a exposição Zeróis: Ziraldo na tela grande. São 44 ilustrações em telas (acrílico sobre tela), fruto de 3 anos de trabalho, que denotam um lado não muito conhecido do autor: o de pintor.

No local, o público poderá conhecer de perto os Zeróis, famosos cartuns da década de 1960, cujos os personagens estão transfigurados em pinturas que ampliam seu significado nas releituras de artistas como Picasso, Velázquez, Goya, Dali, Grant Wood, Hopper, Mathieu, Lichtenstein ou Warhol.

O designer da exposição é de Daniela Thomas e Felipe Tassara.

Serviço:
ZERÓIS: Ziraldo na tela grande
de 20 de julho a 19 de setembro, de terça a domingo, de 10h as 22h
CCBB Rio de Janeiro, Rua Primeiro de Março, 66
Entrada gratuita

Mais informações aqui. Para ver um vídeo sobre a exposição clique aqui.

FONTE: TOKA DI RATO

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Quadrinhos na Academia: III Seminário Nacional de Cultura Visual – UFG e as Narrativas Gráficas

Quem acompanha de perto o universo das histórias em quadrinhos brasileiras já deve ter percebido como cresce o interesse do meio acadêmico sobre a mídia. Não é à-toa que o mais respeitado prêmio dos quadrinhos nacionais, o Troféu HQMIX, instituiu há pouco tempo uma categoria de premiação para teses e dissertações que tenham como foco as HQs (a chamada de trabalhos para concorrer ao prêmio 2010 pode ser conferida aqui).

Para alguns pesquisadores e acadêmicos, essa tem sido a maneira de romper, ou ao menos diminuir, o pré-conceito com relação aos quadrinhos. No entanto, muito antes de apenas focar no âmbito da aceitação ou não das HQs na sala de aula ou mesmo como objeto de estudo, em junho desse ano a Universidade Federal de Goiás, especificamente a Faculdade de Artes Visuais, inovou.

Para saber mais, clique aqui!
FONTE: TOKA DI RATO