quinta-feira, 31 de março de 2011

NOVA GIBITECA!!!

Inauguramos hoje a nossa nova Gibiteca, mais espaçosa, mais funcional e muito mais bonita. Fiz um pequeno vídeo, antes da inauguração, mas ele não ficou muito bom porque a escola está em obras e, justamente no meio da filmagem, alguém resolveu usar uma furadeira. Mas se não dá para ouvir toda a minha narrativa, pelo menos quem não pôde vir à inauguração pode dar uma espiadinha e vir nos visitar outro dia.


Ah, só uma explicação: os gibis que ficam separados no armário, para maiores de 18 anos, não são gibis pornográficos ou eróticos. São apenas quadrinhos com linguagem mais pesada, temas polêmicos e algumas imagens mais ousadas. Levando em conta nossa clientela, sua formação religiosa e os alguns problemas gerados por HQs mal interpretadas em outras escolas, optamos por deixar esses gibis no "armário" durante o dia e disponibilizá-los aos alunos do noturno que são, em sua grande maioria, adultos.

Também optamos por colocar nas prateleiras sugestões quanto à idade para leitura de gibis. Foi a forma que encontramos para ajudar o professor que vai usar a gibiteca a ter uma noção do que pode usar com seus alunos. Usamos como critérios a complexidade dos roteiros, a procura de certos títulos em certa faixa etária (observada nos anos de funcionamento da gibiteca), etc.

BALANÇO DOS QUATRO ANOS DE GIBITECA

Exposição Retrospectiva Luluzinha


No ensejo da volta de Luluzinha, de Marjorie Henderson Buell, às bancas brasileiras, começa hoje (31) a exposiçãoRetrospectiva Luluzinha. Desta vez o espaço que acolhe a mostra é o MuBA – Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. O evento conta com imagens da personagem desde o surgimento até a atualidade, como a versão mangá Luluzinha Teene Sua Turma. Além de painéis com desenhos da personagem, a exposição apresenta 25 antiguidades, como brinquedos, livros e mochila dos anos 40 a 60.

A exposição estará aberta ao público até o dia 7 de maio, funcionando de segunda a sexta-feira das 10hs às 20hs e sábados das 10hs as 16hs. O MuBA fica na Rua José Antônio Coelho, 879 – Vila Mariana . A entrada é franca.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA

Turma da Mônica Jovem em animação e outras novidades


Em evento realizado na última terça-feira, 29 de março, em São Paulo, a Mauricio de Sousa Produções e a Digital 21 Entertainment divulgaram que se uniram para a criação de uma nova empresa totalmente voltada à produção de conteúdo e entretenimento, que lançará os personagens de Mauricio de Sousa nos formatos mais atuais do mercado (animações em 3D, 2D, móbile, plataformaweb, redes sociais e games): a Mauricio de Sousa Digital Productions - MSDP.

O evento também marcou o anúncio da parceria para séries animadas em coprodução entre a Mauricio de Sousa Produções e o Cartoon Network, que vem sendo a casa dos personagens brasileiros na TV por assinatura desde 2004.

LEIA O RESTANTE DA MATÉRIA CLICANDO AQUI!

Fidel ganha biografia em quadrinhos

Durante a revolução cubana de 1958, um jornalista pesquisa sobre o líder rebelde Fidel Castro, sem saber que ele se tornaria figura central na tomada de poder que aconteceria em seguida. Subitamente, o repórter vê-se envolvido na revolução que mudaria Cuba e marcaria o mundo para sempre. Esse é o enredo da história em quadrinhos "Castro", da Editora 8Inverso, que está sendo lançada este mês.

O álbum é escrito e ilustrado por Reinhard Kleist, quadrinista premiado na França, Alemanha e Estados Unidos. Ele também é o responsável pela biografia em quadrinhos de Johnny Cash, e a coletânea Elvis.

A "graphic novel" acompanha a vida de Fidel da juventude até seu recente e gradual afastamento do governo da ilha. O prefácio é de Volker Skierka, biógrafo do presidente cubano, que ajudou na pesquisa histórica da obra.

As pesquisas visuais de Kleist, realizadas durante uma visita de um mês a Cuba em 2008, também renderam o livro de viagens Havana.

Castro chega nas livrarias brasileiras cinco meses depois de ser lançado na Alemanha, com 288 páginas em preto e branco e ao preço de R$ 51.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO VERMELHO.ORG

segunda-feira, 28 de março de 2011

Curso de Desenho em Londrina


Abertas as inscrições para o Curso de Desenho da Escola de Artes da Associação dos Quadrinhistas de Londrina (PR), agora chamada de Linha Clara Estúdio. O curso é coordenado pelo editor e quadrinhista Eloyr Pacheco (Bigorna, Escorpião de Prata) tendo como objetivo incentivar a produção de Histórias em Quadrinhos na cidade e região, formar ilustradores, caricaturistas e cartunistas/chargistas, além de orientar interessados para as profissões nas área de artes.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA

I Concurso Luso-Brasileiro de Cartum Universitário


Estão abertas, até o dia 15 de maio, as inscrições para o I Concurso Luso-Brasileiro de Cartum Universitário. A iniciativa é uma parceria entre a Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) e o Museu Nacional da Imprensa, de Portugal. De acordo com a organização, a intensão do concurso é fortalecer as relações universitárias entre Brasil, Portugal e demais países de língua portuguesa, por meio do humor.

O concurso é de tema aberto, ou seja, a abordagem dada aos cartuns é de responsabilidade dos autores. Podem participar alunos de graduação e pós-graduação de qualquer faculdade brasileira ou lusófona. As categorias são: charge, caricatura, tiras em quadrinhos e cartum.

Os três melhores trabalhos de cada uma das categorias receberão prêmios que serão divididos entre os alunos de graduação e de pós-graduação. A entrega dos prêmios será feita durante o Congresso Nacional da Intercom, onde haverá exposição dos trabalhos selecionados.

As inscrições devem ser feitas por meio do preenchimento de ficha própria e envio de currículo atualizado. Para baixar a ficha de inscrição clique aqui. Mais informações pelo e-mail: rmdcosta@uol.com.br

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA

Blog apresenta as novidades da Gal Editora


A Gal Editora, casa de títulos como Fracasso de Público, O Que Aconteceu ao Homem mais Rápido do Mundo e Três Dedos: Um Escândalo Animado, acaba de lançar seu blog.

No blog, o leitor confere informações das obras, previews, entrevistas e novidades, como os títulos que serão lançados em breve, entre eles Combate Inglório, Fracasso de Público: Adeus, Zumbis e Nação Fora da Lei.

Outro destaque é a capa nacional de Mundo Fantasma (Ghost World), de Daniel Clowes, importante obra independente dos quadrinhos norte-americanos, que será lançado no mês de abril.

Para visitar o blog da editora, clique aqui.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO UNIVERSO HQ

Quadrinhos como poesia


Em geral, quando pensamos em histórias em quadrinhos, tomamos como parâmetro o romance ou a peça de teatro – nossa referência é a narrativa. Fernando Pessoa e outros Pessoas, de Fazzolari e Guazzelli, é obra que nega essa tradição. Ao transformar criações do poeta português Fernando Pessoa (1888-1935) em uma HQ, a dupla não tenta forçar uma narrativa. Em vez disso, propõe choques entre imagens, ou entre palavra e imagem, que constroem uma lírica análoga à de Pessoa, paralela a ela.

Para fazer isso, não foi necessária qualquer estrutura mirabolante. Fernando Pessoa e outros Pessoas tem três blocos principais, construídos sobre textos de três dos mais famosos entre as dezenas de heterônimos do poeta – Alfredo de Campos (Tabacaria), Bernardo Soares (Livro do desassossego) e Alberto Caeiro (O pastor amoroso). Abrindo o volume e entre os três blocos estão fragmentos menores do poeta (ou dos poetas, que sobre Pessoa sempre se deve falar no plural). É na maneira como essa estrutura chega a nós que repousa a singularidade do álbum.

LEIA TODO O TEXTO CLICANDO AQUI!

História em quadrinhos vai narrar vida de Bento XVI


ma história em quadrinhos vai ilustrar a vida do Papa Bento XVI. A iniciativa é da organização da Jornada Mundial da Juventude 2011 que pretende distribuir a publicação aos jovens participantes do evento, em Madri, no mês de agosto.

A partir de desenhos tradicionais dos quadrinhos japoneses (mangá), a narrativa detalha a vida e a obra de Joseph Ratzinger desde 2005, quando ele foi eleito como Papa após a morte de João Paulo II. O enfoque maior será dado para a relação do Santo Padre com a juventude.

A história em quadrinhos, elaborado por um grupo de católicos norte-americanos, tem um formato desenvolvido em SanDiego, na Califórnia (EUA) e ilustrações de um artista deCingapura.

POSTADO ORIGINALMENTE NO CANÇÃO NOVA NOTÍCIAS

Programação do Festival Tanabata começa a ser discutida


A comissão que organiza o tradicional Festival Tanabata em Ribeirão Preto se reuniu nesta semana para discutir a programação da 18ª edição da festa, que vai acontecer nos dias 8, 9 e 10 de julho deste ano. De acordo com a coordenação geral do evento, nessa edição serão mantidas as oficinas de mangá, que são as histórias em quadrinhos japonesas, e as oficinas de origami, que é a tradicional arte japonesa de dobrar papel. Também vão estar na programação o “pipamodelismo”, confecção de pipas, e o Cosplay, que é a representação de personagens. As oficinas acontecem no teatro de arena. “Essas oficinas atraem públicos de todas as idades e fazem muito sucesso. Por isso, os organizadores resolveram mantê-las nesta edição também. Nossa intenção é que o Tanabata deste ano seja ainda melhor que o ano anterior", disse Simara Cauchick, que responde pela coordenação do festival. A festa acontece no Morro do São Bento. No ano passado, cerca de 60 mil pessoas passaram pelo evento durante os três dias de atividades.

Inscrições para expositores As inscrições para expositores do Festival Tanabata estão abertas até dia 11 de abril. Os participantes devem expor durante o evento apenas produtos diretamente ligados à cultura japonesa. As fichas de inscrições estão disponíveis no site oficial da Secretaria da Cultura. Elas devem ser preenchidas corretamente e enviadas ao email tanabata@cultura.pmrp.com.br até a data limite.

PUBLICADO 0RIGINALMENTE NO RIBEIRÃO PRETO ONLINE

quarta-feira, 23 de março de 2011

1ª Mostra de Humor Gráfico Novotel Jaraguá


Do dia 25 (próxima sexta) ao dia 25 de abril estará aberta a 1ª Mostra de Humor Gráfico Novotel Jaraguá, em São Paulo (SP). Nela estão presentes cartunistas como Bira Dantas, Moretti, Airon, Franco de Rosa, Novaes, Fausto, Floreal, Verde e Jorge Barreto. Todos expondo charges, tiras ou caricaturas.

Um dia antes (24) haverá o coquetel de abertura, marcado para ocorrer entre as 20 e 23hs. A mostra está localizada no Novotel Jaraguá, que fica na Rua Martins Fontes, 71 - Centro. O horário de visitação é diário das 8hs as 24hs. Entrada gratuita.

POSTADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA

Turma da Mônica em paródia do filme Avatar


A Panini Comics e a Mauricio de Sousa Editora acabam de colocar nas bancas a 24ª edição de Clássicos do Cinema Turma da Mônica, que traz desta vez Avaturma, paródia superdivertida de Avatar, produção de James Cameron que estreou nos cinemas no final de 2009 e reestreou em edição especial no ano passado.

Em
Avaturma, Ceboleique e Monikiri vão se unir para defender Pandemora do coronel Feio Imundus. Eles vão contar com a ajuda de Casc, Fran Papel, Doutora Magrale, Titsy e muitos outros para salvar o povo Navixi e seu planeta. A publicação, que já pode ser encontrada nas principais bancas do país, é uma edição especial com três imagens em efeito 3D.

Clássicos do Cinema Turma da Mônica
é uma publicação bimestral que traz histórias da turminha inspiradas em filmes que se tornaram referência na indústria cinematográfica. Esta edição acompanha óculos para visualizar os efeitos especiais e chega ao mercado por R$ 6,50. A revista tem 52 páginas em formato magazine (19 x 27,5 cm).

POSTADO ORIGINALMENTE NO HQ MANIACS

Primeiro volume do curso Desenho à Mão Livre


Está à venda Desenho à Mão Livre - Materiais e Anatomia (formato 17 x 24, 96 páginas, R$ 29,90), primeiro volume de um curso de desenho que terá três edições no total.

A obra propõe ensinar aos leitores as bases do desenho artístico, dos esboços às artes-finais, os rudimentos técnicos, o uso aplicado dos materiais e como proceder para se desenvolver nessa arte.

O volume 1 da série trata dos materiais básicos e corretos para cada tipo de desenho e do desenho da figura humana: a proporção, o volume e o movimento, o esqueleto e os músculos e o estudo em partes e detalhes.

Em cada página, os ensinamentos são transmitidos com observações e dicas, com perguntas e respostas.

Demais aspectos do desenho artístico, como o estudo aprofundado da anatomia, o desenho de animais, proporções, composição, vestimentas, perspectiva etc. serão contemplados nos volumes seguintes, e a coleção concluirá com um caderno de exercícios.

A obra é de autoria de Alexandre Jubran, professor de desenho na Universidade Mackenzie, que já trabalhou para diversas publicações nacionais e estrangeiras, produzindo HQs, ilustrações e infográficos e também atuando nas áreas da publicidade e design.

Desenho à Mão Livre - Materiais e Anatomia é um lançamento da Editora Criativo e pode ser encontrado à venda na Comix Book Shop.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO UNIVERSO HQ

Grupo resgata charges políticas no Amazonas


Pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), vinculados ao Laboratório de História da Imprensa no Amazonas, deram início ao trabalho de resgate de charges políticas veiculadas no estado.

Parte do acervo a ser usado é o que hoje se encontra na Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro (RJ), e foi preservado em microfilmagem. Os jornais pesquisados vão do período de 1873 até 1973. De acordo com Maria Luiza Hugarte, coordenadora do laboratório, “no Amazonas, as charges passaram a ter conteúdo crítico sobre a política e costumes da sociedade local bem depois disso acontecer no Rio de Janeiro e em São Paulo”.

Ainda é cedo para se ter um resultado das pesquisas e muito mais para saber se ela será publicada – vindo a se tornar de conhecimento geral – ou se permanecerá apenas no âmbito acadêmico.

Saiba mais sobre o Laboratório de História da Imprensa no Amazonas no site.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA

terça-feira, 22 de março de 2011

JÁ ESTAMOS NA NOVA SALA DA GIBITECA


A mudança começou ontem a noite. Hoje a tarde, depois das aulas, e com ajuda dos alunos, colocamos quase tudo nos seus lugares. É claro, ainda falta reorganizar as revistas e as prateleiras, além de trocar caixas que já estão ficando estragadas, além de fazer o registro das novas doações.

A partir da semana vem já estaremos voltando à ativa, com a ajuda de ex-alunos, que irão trabalhar no turno da tarde e, espero que em breve, com dois funcionários que irão ser responsáveis pelo turno da manhã e da tarde.

A noite a gibiteca irá abrir uma vez por semana. No caso, eu mesma irei doar meu tempo para poder atender ao EJA.

Nunca é demais lembrar que estamos SEMPRE aceitando novas doações, especialmente,- mas não apenas - de
mangás e revistas infantis, que são as mais "consumidas" e com menor vida útil na gibiteca.

Mas sem mais enrolação, segue um documentá rio fotográfico mostrando a nova gibiteca, ainda em construção, durante a mudança, assim como as primeiras doações que recebemos em 2011.

Em fevereiro, no início do ano letivo.

Armário, mesas e estantes depois da mudança.

Início da arrumação.

Alunos ajudando a tirar pó das revistas.

Armário com revistas a serem registradas (organizadinho)

Doações da Prof. Glaúcia

Doações da Bartira.

Campanha Democracia ao Quadrinho Brasileiro


Não é todo dia que se vê novas iniciativas em prol das Histórias em Quadrinhos Brasileiras. Fernando Rebouças, um dos mantenedores do site MeuHerói.com, faz isso. Ele acaba iniciar a Campanha Democracia ao Quadrinho Brasileiro.

De acordo com Rebouças, a iniciativa visa fomentar a produção, circulação e valorização dos quadrinhos e artistas nacionais perante o público, veículos de comunicação e governo. Para tanto ele convoca todos os interessados – direta e indiretamente – a aderirem ao movimento.

Para se ter uma ideia geral do que visa essa nova ação em defesa às HQBs, veja os objetivos

- Exigir maior participação do quadrinho nacional na imprensa brasileira (jornais, revistas e sites e demais suportes eletrônicos);

- Solicitar que as edições desprovidas de quadrinhos e cartum nacional sejam incentivadas a publicarem material da arte visual do humor de nossos artistas;

- Sugerir que os governos federais e estaduais forneçam abatimento de imposto às editoras e aos editores independentes que publicarem quadrinhos nacionais;

- Conscientizar o nosso público sobre a existência do quadrinho nacional e manter os canais de comunicação com o mesmo;

- Gerar carta de solicitação de direitos e considerações a ser endereçada às secretarias de cultura e comunicação municipais, estaduais e federal; às editoras e à imprensa; carta esta composta pelos artistas participantes via fórum ou rede social on-line (todo apoio e sugestão será inserido num único documento)

Para saber mais e como participar visite o site MeuHeroi.com.
do movimento:

PUBLIVADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA

Curso de adaptação de textos para histórias em quadrinhos


O Curso de adaptação de textos para histórias em quadrinhosse destina àqueles que já trabalham com artes visuais e com a narração por imagens, aos iniciados e interessados em geral.

O propósito é a elaboração de narrativas por imagens a partir da edição de textos produzidos pelos participantes ou da adaptação de contos de domínio público. A atividade terá como enfoque a realização de histórias em quadrinhos e storyboards, ou projetos de HQs na forma de esboço.

Serão abordadas também noções técnicas de desenho e narrativa aplicadas às histórias em quadrinhos.

O curso será ministrado por Piero Bagnariol e Fabiano Barroso, quadrinhistas e editores da revista Graffiti 76% Quadrinhos, além do livro Guia Ilustrado de Graffiti e Quadrinhos e da graphic novel Um dia uma morte.

O curso será realizado na sede do Museu Giramundo, em Belo Horizonte/MG, nos dias 11 a 15 de abril.

Para outras informações, entre em contato por e-mail.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO UNIVERSO HQ

Jaguara - volume 2


Após sumiço de quatro anos, Altemar Domingos, autor de Jaguara – Guerreira e SoberanaVia Lettera, formato 17x26 cm, 128 páginas, R$ 46,00), retoma a produção do segundo livro da personagem – ainda sem data de lançamento e editora divulgada. (

O anúncio foi feito no blog do autor, que recebeu nova roupagem e diversas postagens contando o processo de criação do livro. Nele ainda é possível acompanhar a evolução de Jaguara desde quando foi criada, em 1995, até os dias de hoje, além de conhecer as fontes de pesquisa de Altemar.

Para ficar por dentro das novidades de Jaguara e Altemar clique aqui.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA

PS: Jaguara é uma das HQs mais lidas pelos alunos da Gibiteca!

Evento em São Paulo traz cursos, debates e palestras


Professores jovens que cresceram com menos obstáculos aos quadrinhos são alguns dos educadores da atualidade, e podem, graças aos quadrinhos adquiridos pelos projetos dos governos federais e estaduais, utilizar as revistas, álbuns e fanzines em casa e nas escolas.

Assim, eles formam novos leitores mais conscientes da importância de entretenimento e de informação que as HQs e os zines podem trazer, incluindo neles a interdisciplinaridade tão em voga.

Além disso, podem travar um diálogo mais profícuo com os jovens e até com as gerações mais velhas que ainda lecionam e convivem, dando novos rumos de interação entre o público e os quadrinhos em geral.

O Programa de Formação em HQ e Zine é um evento que tem como premissa suprir uma lacuna de maneira pioneira, trazendo aos jovens debates, palestras e cursos oferecidos por autores e pesquisadores renomados, que integra quadrinhos, fanzines, entretenimento e conhecimento.

O evento tem início em março e se estende até o segundo semestre de 2011, no Centro Cultural de Juventude Ruth Cardoso (Avenida Deputado Emílio Carlos, São Paulo/SP).

Confira a programação divulgada:

Quadrinhos e Fanzines: Educação e Criatividade, com Gazy Andraus, dia 19 de março, a partir das 10h30min.

O Feminino nas HQs, com Patrícia Borges, dia 26 de março, a partir das 10h30min.

Workshop Mangá: HQ Japonesa, dias 22 e 24 de março, a partir das 14h.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO UNIVERSO HQ

Cada leitura em sua época


Obter informações do autor e do livro vem ajudando muito a comerciante Dulce Ferres Gomes, 50, a selecionar as obras literárias indicadas para seus dois filhos, Maria Vitória, de 9 anos, e Alan, de 10 anos. As duas crianças estudam na 4ª série da escola Antônio Gomes e adoram frequentar livrarias e ler.

Este comportamento além de apropriado para a formação dos pequenos tem um papel essencial na formação de leitores. As duas crianças de Dulce encontram na leitura uma forma de lazer e distração.

“Cada um gosta de um estilo de livro. A menina, por exemplo, gosta de ler de tudo, livros, revistas e até jornais. Já o menino prefere as histórias em quadrinhos”, conta.

Na gama de leitura de Maria Vitória, Dulce colocou uma ressalva: ainda não está na hora de tramas como ‘Lua Nova’ e ‘Crepúsculo’, best-sellers da escritora norte-americana Stephenie Meyer, que é uma verdadeira febre entre o público juvenil, principalmente com as meninas adolescentes.

“Explico para ela: tudo tem seu tempo, chegará a sua vez de ler ‘Lua Nova’ e outros livros deste gênero”, ressalta a mãe. O gênero em questão enfoca realismo fantástico e aspectos do sobrenatural, em meio as paixões e as dúvidas da adolescência.

Como Maria Vitória só tem 9 anos, Dulce compreende que a leitura mais apropriada para ela são as tramas infantis, os contos de fadas e historinhas lúdicas. Porém, uma vez, Maria Vitória não resistiu à curiosidade de leitora e, mesmo escondida de sua mãe, leu um romance do tipo. “Escondi o livro no travesseiro e lia à noite, antes de dormir. Gostei da história”, revela a peraltice.

Dulce teve uma conversa com a filha e explicou, mais uma vez, que tudo tem seu tempo e que ela poderia queimar etapas da infância ao buscar uma literatura mais adulta. “Falei que ela não entenderia a trama e tudo mais”, diz.

Ação e HQs prendem atenção dos meninos

Se as meninas e adolescentes se encantam pelo cavalheirismo do vampiro ético Edward, protagonista das tramas de Stephenie Meyer, autora de ‘Lua Nova’ e ‘Crepúsculo’, entre outros, o heroísmo de Batman, a força de Hulk e a perspicácia de Sherlock Holmes dominam as leituras dos meninos. Alan Ferres Gomes, 10 anos, irmão de Maria Vitória, 9 anos, revela que é fã do Batman e de suas histórias em quadrinhos.

“O Batman tem um carro que é muito legal! Já o Hulk é muito forte!”, detalha o pequeno leitor. Para o estudante Pedro Henrique da Silva, 11 anos, aluno da escola pública Baltazar de Godoy, o mistério em livros sobre investigações de detetives é o que mais lhe agrada.

“Em livros de mistério você começa a ler e a conhecer os personagens, que são suspeitos. Aí, no final, você descobre quem era o verdadeiro culpado”, diz.

Como orientar a leitura?

Para orientar a leitura dos pequenos é preciso seguir um roteiro inspirado em perguntas. A primeira delas é a seguinte: ‘O que você espera de um livro para o seu filho?’. Outras questões essenciais: ‘Que ensine algo didaticamente?’ e ‘Que tenha moral no final?’. A partir destas reflexões, os pais conseguirão compor uma orientação ideal, bem próximo do que é apropriado a cada idade.

Na análise do escritor Mário Milani, integrante da Associação dos Poetas e Escritores de Marília (Apem), na fase da alfabetização, como são os casos de Maria Vitória e Alan, o mais indicado são obras que reúnam teor didático, com criatividade, tudo para estimular aprendizado com imaginação. “Recentemente li uma informação que me deixou preocupado: os estudantes brasileiros são os que menos possuem livros em casa. Isso é triste e devemos mudar este panorama”, pontua. Milani entende como fundamental o acompanhamento dos pais na formação de leitor dos filhos. “Idas às livrarias integram esta formação”.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO DIÁRIO DE MARÍLIA



Exposição em Poá conta a história das histórias em quadrinhos


Super-Homem, Capitão América e Pato Donald já divertiam os fãs de quadrinhos antes da Turma da Mônica. Mas como e quando esses personagens surgiram? É isso que a mostra "História das Histórias em Quadrinhos" conta.


A exposição está em cartaz no Centro Cultural Taiguara, em Poá (Grande SP). Ali, um conjunto de painéis fala de estrelas dos quadrinhos, como Snoopy e sua turma.

No espaço, dá para conhecer histórias antigas, que marcaram a infância de outras gerações. Também dá para entender o que acontecia na época em que alguns quadrinhos foram criados.


PARA CONFERIR "História das Histórias em Quadrinhos" Quando: até 18/4; seg. a sex., das 8h às 17h Onde: Centro Cultural Taiguara (al. Pedro Calil, 50; Poá - SP; tel. 0/xx/11/4638-8804/ 4639-2765) Quanto: grátis


RETIRADO DA AGENGIA NOTÍCIAS FLORIPA

Brasília Festival Comics

O Brasília Festival Comics é um evento que mostra o universo dos quadrinhos com elementos da cultura pop como anime, mangá, exposição de quadrinhos raros, fanzines, livros de fantasia como Harry Potter, games, concurso de cosplay, contará com palestras sobre o mercado de quadrinhos, desenhistas, oficinas de criação e uma mostra de curtas metragens amadores sobre o Batman.

Pretende reunir crianças, jovens, adultos, desenhistas e educadores, todos com o objetivo de ter acesso essa linguagem e converte-se em pólo dinamizador de cultura e criar um abiente propício para a difusão da leitura, do desenho para o fomento da produção de quadrinhos local e nacional.

O Evento acontecerá no Patio Brasil Shopping, nos dias 25, 26 e 27 de Março de 2011, das 10:00 as 22:00.



Programação
(Obs: Sujeito a alteração)

25 de Março - Sexta-Feira

10:00 Abertura e apresentação (Duração: 30 minutos)
10:30 Exposição: "Herói de papel não envelhece" Alexandre Callari (Duração: 3 dias)
10:30 Exposição de Escultura: exposição com as mais variadas esculturas de personagens de história em quadrinhos, filme, etc. (Duração: 3 dias)
14:00 Palestra: Encontro com o Impacto - Como criar uma HQ do roteiro a impressão (Duração: 60 minutos)
16:00 Palestra: Panorama das historias em quadrinhos no Distrito Federal e Entorno - Mauro Cesar Bandeira (Duração: 60 minutos)
17:30 Cine Morcego - 1ª Seção - Mostra Curta - Metragens Amadores do Batman
19:30 Cine Morcego - 2ª Seção - Mostra Curta - Metragens Amadores do Batman
22:00 Encerramento

26 de Março - Sábado

10:00 Abertura
10:30 Palestra: Batman - Psicologia do Homem-Morcego (Duração: 60 minutos)
14:00 Palestra: O Mercado mundial de quadrinhos e a carreira de cada um (Duração: 60 minutos)
16:00 Oficina: Aprenda a criar historias em quadrinho - Mauro Cesar Bandeira (Duração 60 minutos)
17:30 Cine Morcego - 1ª Seção - Mostra Curta - Metragens Amadores do Batman
19:30 Cine Morcego - 2ª Seção - Mostra Curta - Metragens Amadores do Batman
22:00 Encerramento

27 de Março - Domingo

10:00 Abertura
10:30 Avaliação de portfólios (Duração: 60 minutos)
14:00 Palestra: Como trabalhar com HQ para o mercado norte americano (Duração: 60 minutos)
16:00 Lançamento do fanzine: "Kenin" (Duração: 60 minutos)
17:30 Cine Morcego - 1ª Seção - Mostra Curta - Metragens Amadores do Batman
19:30 Cine Morcego - 2ª Seção - Mostra Curta - Metragens Amadores do Batman
22:00 Encerramento

Programação do Cine Morcego

FilmeDiretorDuração
Dead EndSandy Corolla8’05’’
World’s FinestSandy Corolla3’40’’
Grayson John Fiorella 5’29’’
A Death in the FamilyTimothy Troy7’48’’
Mr J. Chris R. Notarile 14’20’’
Joker Chris R. Notarile 5’28’’
Principles

Uma homenagem ao cartunista Glauco


Para os amantes de histórias em quadrinhos, o Brasília Comix Fest traz para a Brasília a exposição "Fala, Panga!". Realizada em São Paulo, no ano passado, a mostra é uma homenagem dos amigos ao cartunista Glauco Villas Boas, que morreu em março de 2010. Serão 28 artistas reunidos com a exibição de 33 quadrinhos.

O evento acontecerá nos dias 25, 26 e 27 de março na parte externa do Pátio Brasil Shopping (na lateral voltada para o Setor Hoteleiro Sul). Entre as presenças confirmadas, estão as dos desenhistas Angeli, Jaguar, Ziraldo e Pelicano.
"Fala, panga", é uma referência à maneira como Glauco se dirigia aos amigos de redação no jornal Folha de S. Paulo. Para as produções, cada artista se apropriou, a seu modo, de alguns personagens do cartunista como Geraldão, Geraldinho, Dona Marta, Zé do Apocalipse.

Glauco Villas Boas - Nasceu em Jan daia do Sul, no Paraná, em 1957. Como cartunista, publicou seus primeiros trabalhos em 1976, no "Diário da Manhã" de Ribeirão Preto, e em 1977 ganhou seu primeiro prêmio no Salão do Humor de Piracicaba. Ainda em 1977, passou a fazer parte do elenco de cartunistas do jornal Folha de S. Paulo, onde consagrou personagens como Geraldão, Geraldinho, Dona Marta, Zé do Apocalipse, Casal Neuras e Doy Jorge. Glauco também fez parte da equipe de redatores dos programas "TV Pirata" e "TV Colosso", da Globo. Glauco colaborou para a modernização do projeto gráfico e do estilo dos cartoons brasileiros.
PUBLICADO ORIGINALMENTE NO DIÁRIO DE CUABÁ

sábado, 19 de março de 2011

Cartoons irreverentes de Pacolli ocupam galeria paulistana


Um cara estranho que passa na rua, conversas bizarras com os amigos, letras de música, cenas de filmes, um vídeo engraçado do YouTube. Tudo o que acontece em toda a parte alimenta o universo de cartoons da artista plástica Pacolli, que volta ao Brasil para participar da exposição coletiva da galeria Choque Cultural, em São Paulo.

A mostra, que estreia neste sábado (19), apresenta também Cesar Profeta e o coletivo Base-V, Pingarrilho, Fefe Tavalera e SHN.

Esta é a primeira vez que Pacolli reúne na Choque seus personagens, que muito lembram os desenhos que a gente rabisca no caderno da escola durante as aulas. Bom, pelo menos foi assim que a levou ao caminho das artes. "Eu ficava desenhando o menino do 2º Exatas C e os amigos dele o dia todo. A gente trocava cartas", lembra.

Depois do colégio, foi cursar Rádio e TV na faculdade. Trabalhou no "Show do Milhão" e também passou pela MTV, mas largou tudo em 2007 e voltou a desenhar. Hoje em dia, fora da sala de aula, a inspiração continua sendo o corriqueiro. "Eu desenho ouvindo música ou com algum filme passando, olhando para um livro, um zine e pela janela, tudo ao mesmo tempo", explica. "Isso cria uma atmosfera que gera pensamentos que acabam indo para o papel."

A obra de Pacolli têm um quê de história em quadrinhos, principalmente quando seus personagens aparecem acompanhados de palavras e frases. São essas inscrições, muitas vezes sutis, que dão o tom romântico, triste, fofo, cômico, irônico ou sacana da ilustração. "Eu cresci lendo "Peanuts" e depois comecei a ler muito os 'comics' de Robert Crumb, Daniel Clowes, Petter Bagge...", conta. "E foi depois de ver o zine da Esther Pearl Watson, 'Unlovable', e os livros do Jeffrey Brown que eu fiz meu primeiro 'zine-comics' [uma espécie de fanzine misturado com história em quadrinhos]."

No ano passado, ela publicou o zine-comics "The Last Chance Kids" pela Volcom Featured Artists Series, projeto que apoia artistas do mundo todo. Antes disso, de 2008 para cá, lançou de forma independente "I Thought it Was a Love Story", "Mad for Sadness" e "Shitface".

PARA LER MAIS, CLIQUE AQUI!

"Turma da Mônica no Mundo do Circo" leva quadrinhos ao picadeiro


A turma da Mônica foi parar debaixo da lona! E isso vai causar muitos risos.

É que estreia neste sábado (19) o espetáculo circense "Turma da Mônica no Mundo do Circo", que reúne os personagens da Mônica com a turma do Circo dos Sonhos.

Nele Cebolinha faz malabares com o Sansão Cascão se equilibra para não cair na tina de água, Magali vira uma engolidora de sorvetes e Mônica se transforma em mulher barbada!

O espetáculo ainda conta com a participação do personagem Jotalhão. O elefante é o mestre de cerimônia do circo.

Foram compostas 15 músicas especialmente para a apresentação.

O diretor Mauro Sousa (filho de Maurício, o criador da Turma da Mônica), diz que a turma se comportou direitinho na parceria com o circo.

"Só precisam treinar mais um pouco para atingir um nível profissional. Ainda estão bastante atrapalhados, conta.

ANOTE NA AGENDA
Turma da Mônica no Mundo do Circo
Quando: sábados, domingos e feriados, às 16h e às 19h. Em cartaz até 31/7
Onde: Circo dos Sonhos (av. Nicolas Boer, 120; tel. 0/xx/11/2076-0087)
Quanto: de R$ 15 a R$ 300.

RETIRADO DO BOL NOTÍCIAS

quinta-feira, 17 de março de 2011

Japão: esperança e arte


Ainda sob o peso das consequências do terremoto, do tsunami e do acidente nuclear e com a possibilidade de um novo terremoto a qualquer momento, artistas japoneses já começam a se manifestar.

A desenhista Noizi Ito, do aclamado mangá Suzumiya Haruhi, produziu uma ilustração que mostra a personagem orando pelo Japão (Imagem ao lado). Muitos outros autores registraram mensagens de apoio e otimismo com seus traços, incluindo gente como Akira Toriyama (de Dragon Ball). (Veja o link para uma galeria de desenhos no final do texto.)

O cantor pop Gackt está organizando um show com várias celebridades, entre músicos, atores e esportistas, a fim de arrecadar fundos. Ele é o representante do movimento Show Your Heart, que está mobilizado para as campanhas de auxílio às vítimas. A compositora Yoko Kanno, da trilha sonora de Cowboy Bebop, compôs uma suave canção para confortar as pessoas. Ela e seus pais nasceram em Miyagi, uma das cidades mais devastadas. Inicialmente, a canção foi postada somente com áudio. Posteriormente, surgiu no YouTube um clipe (não sei se oficial ou não) da música ilustrado com desenhos de Takehiko Inoue (de Vagabond). Os sketches da série Smile já haviam sido iniciados no ano passado, mas com a notícia do terremoto, foram retomados pelo autor. Mostram gente simples sorrindo, uma forma de encorajar as pessoas.

Para quem está no Brasil, a melhor forma de ajudar é através de depósito bancário. Três entidades tradicionais da colônia japonesa criaram contas no Banco do Brasil, Santander e Bradesco. Veja a relação completa de contas no site da Made in Japan aqui. Mesmo que sua contribuição seja pequena, ela é importante. Colabore.

Veja aqui a galeria de autores de mangá e ilustradores japoneses com desenhos para apoiar as vítimas do terremoto e tsunami.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO BIGORNA