domingo, 31 de julho de 2011

FILME DO CAPITÃO AMÉRICA

Eu aproveitei uma folga depois do Encontro Nacional de Quadrinhos e Cultura Pop e fui assistir ao filme do Capitão América. Foi muito bom, eu recomendo. Um dos melhores filmes da Marvel. Eu gostei muito do filme do Thor (e ele é um herói que eu gosto), mas o filme do Capitão foi melhor, do meu ponto de vista (e ele é um dos heróis que eu menos gosto). Um filme com bons atores e recomendável para toda a família.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Quadrinhos na Academia Brasileira de Letras

No próximo dia 28 de julho, às 17h30min, no Teatro R. Magalhães Jr. (Av. Presidente Wilson, 203, 1° andar, Rio de Janeiro/RJ), a ABL - Academia Brasileira de Letrasrealizará o ciclo de palestras Quadrinhos: A Arte Sequencial, como parte do Seminário Brasil, brasis.
Os palestrantes convidados são o cartunista Chico Caruso, o quadrinhista Lailson de Holanda (Pindorama - A outra história do Brasil) e o jornalista Paulo Maffia, editor dos quadrinhos Disney da Editora Abril, que na ocasião revelará algumas novidades programadas para o segundo semestre deste ano.
site da ABL transmitirá o evento ao vivo.
A entrada será gratuita.
PUBLICADO NO UNIVERSO HQ!

Lançamento: “Leonardinho – Memórias do Primeiro Malandro Brasileiro”


Em agostodia 4, na Livraria Saraiva (Shopping Pátio Higienópolis – Av. Higienópolis, 618 – loja 315 – Piso Higienópolis) em São Paulo, acontecerá o lançamento do livro em quadrinhos “Leonardinho – Memórias do Primeiro Malandro Brasileiro” dos autores Walter Pax (desenhos) e Vicente Castro (roteiro).
Leonardo está de volta. Apesar da farda de sargento de milícias, suas confusões ainda agitam o Rio de Janeiro patrulhado pelo Major Vidigal. Esta sequência imaginária da obra Memórias de um sargento de milícias se apresenta fiel ao espírito bem-humorado das aventuras criadas por Manuel Antônio de Almeida. O que teria acontecido com os personagens do famoso romance brasileiro, anos após o casamento dos protagonistas Leonardo e Luisinha? Ainda no tempo do rei, a vida dos moradores do Rio de Janeiro teria sido colocada de pernas para o ar pelas malandragens de Leonardinho, o filho de Leonardo Pataca? A resposta desta e de outras perguntas está aqui, no texto ficcional de Vicente Castro e nas linhas firmes e harmônicas de Walter Pax. Perseguições, amores, intrigas e risadas se dirigem a uma fatídica noite de quinta-feira, quando quase tudo pode acontecer. O universo carioca do autor funde-se à atmosfera de detalhes claro-escuros do quadrinista para criar uma história vibrante e surpreendente.
O livro com 72 páginas, esta a venda na Livraria Saraiva por R$: 27,90.
POSTADO NO ZINE BRASIL!!

Quadrinhos são tema de encontro na Super-Con, no Recife

A convenção de cultura pop Super-Con será realizada nos dias 29, 30 e 31 de julho, no Centro de Convenções da UFPE (Recife/PE).
O evento terá diversas atividades, oficinas, palestras, concursos, cosplay, videogames, quadrinhos, exibição de animês, apresentação de bandas, divulgação de iniciativas regionais, integração entre fãs e estandes.
Um dos destaques é o Encontro Nacional de Estudos sobre Quadrinhos, que trará diversos profissionais da área para cursos, palestras e mesas-redondas, com diferentes temas - confira a programação completa clicando aqui.
PUBLICADO NO UNIVERSO HQ!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Coleção Ópera em Quadrinhos, da Scipione, estreia com Aída

Está chegando às livrarias mais uma interessante iniciativa editorial usando a força da arte sequencial. Trata-se da Coleção Ópera em Quadrinhos, da Editora Scipione, que estreia com o álbum Aída (formato 20 x 27,5 cm, 40 páginas coloridas, R$ 24,90), do italiano Giuseppe Verdi, que foi adaptada por Rosana Rios (texto), Klayton Luz (arte), Julia Bax e Ronaldo Barata (cores) e Tainan Rocha (letras e balões).
Aída é um clássico sobre o amor e a coragem de uma jovem que pode mudar o destino de duas nações. No alto Egito, duas mulheres se apaixonam pelo mesmo homem, Radamés, comandante do exército. 
Leia mais, clicando aqui!

III SEMINÁRIO SOBRE QUADRINHOS, LEITURA E ENSINO


(Logo gentilmente criada pelo Bruno)

Estamos começando a organizar o III Seminário sobre quadrinhos, leitura e ensino para o ano de 2012. A data certa ainda não foi estabelecida. 

Em breve mais informações!

Adaptação teatral comemora os 20 anos da Gibiteca Henfil

Dando sequência à comemoração de 20 anos de existência, a Gibiteca Henfil(Centro Cultural São Paulo, Rua Vergueiro, 1000, São Paulo/SP) segue com a programação especial em homenagem ao seu patrono, o cartunista Henrique de Souza Filho.
Depois de uma exposição com trabalhos do artista, debates e ciclo de documentários, a Divisão de Bibliotecas e a Curadoria de Teatro promovem a apresentação da peçaTop! Top! Top!, com o grupo Ivo 60, uma adaptação teatral dos personagens criados pelo artista.
Leia o restante do texto, clicando aqui!

domingo, 24 de julho de 2011

APRESENTAÇÃO NO CCJ - RUTH CARDOSO: SLIDE

Ontem apresentei o nosso projeto no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, no bairro Cachoeirinha, zona norte de São Paulo. Aliás, eles tem uma HQteca muito legal, organizadíssima. Segue o slide.

A gibiteca na formação de leitores (se não conseguir visualiza, clique aqui!)

XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA - SLIDES DO MINICURSO

Estou disponibilizando os slides que eu usei no meu minicurso sobre quadrinhos, no Encontro Nacional da ANPUH. Eu gostaria de ter feito um "diário" do evento e publicado aqui, mas fui tudo tão corrido que ficou difícil para mim. No entanto, eu posso dizer que valeu cada minuto, cada fila no metrô, cada cotuvelada que eu levei no ônibus lotado, para estar esta semana na USP. Foi muito produtivo. Aprendi muito com os colegas e acho contribuí com alguma coisa, também.



terça-feira, 19 de julho de 2011

XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA - SEGUNDO COM MUITAS NOVIDADES

Segundo dia de ST. Se eu achei que não podia ficar melhor, me enganei. As apresentações hoje foram diferentes - em temática - das de ontem e levantaram debates de todos os tipos. Foram três apresentações (contanto com a minha). A primeira, do Luciano Henrique, versou sobre a questão da  construção histórica da linguagem dos quadrinhos, anterior à criação do Yellow Kid. Adorei. Não fiz comentários diretos, mas gostei muito da abordagem que ele fez e ela, de certa maneira me ajudou a ligar alguns pontos soltos na minha apresentação de quinta-feira próxima, no minicurso.

Gostei muito, também, da apresentação da Professora Alessandra Ferreira. Simpatizei com o trabalho principalmente pela descoberta (se posso assim dizer) que ela está fazendo dos quadrinhos nas aulas de história e, principalmente, como fonte de pesquisa. É raro encontrar professores em ST apresentando trabalho. Geralmente são mestrandos, doutorandos ou alunos da graduação. Espero que ela retorne no próximo encontro.

Aliás, o dia teve algo especial: a presença de Waldomiro Vergueiro e de Paulo Ramos. Inicialmente, os dois ficaram quietos lá no fundo, mas no final acabaram participando do debate, instigados pela Geisa. Foi muito bom, muito espontâneo. 

Recebi muitas perguntas, para algumas eu realmente não tinha resposta até porque meu enfoque sobre Nair de Teffé foi limitado, mas serviu para levantar novas hipóteses e ideias que de repente eu ou algum dos presentes podem desenvolver futuramente.

Aliás, eu achei que receberia poucas perguntas, tendo em vista o enfoque do meu tema, mas não foi assim, fiquei surpresa com o interesse dos participantes.

Quanto ao texto, eu vou disponibilizá-lo no blog em breve. Preciso antes fazer uns reparos de emergência, pois encontrei uns errinhos de digitação. 

Amanhã tem mais e em dose dupla. Vai ser o primeiro dia de minicurso. A apresentação de amanhã vai ficar por conta da Valéria, que vai falar sobre a História das Histórias em Quadrinhos. Quinta é a minha vez, com o trabalho que eu estou desenvolvendo sobre o uso de tiras cômicas na sala de aula. Estamos com 52 inscritos, mas quem quiser assistir como ouvinte será bem vindo (se a sala couber).

Para conferir a programação completa do ST, clique aqui!

Capitão América em HQ para soldados americanos

Marvel, em parceria com a Air Force Exchange Service, produziu a edição especial Captain America: The First Avenger, HQ de 32 páginas, escrita por William Harms e desenhada por Shawn Martinbrough, que será distribuída de graça para soldados americanos nos EUA e ao redor do mundo. Além de celebrar os homens e mulheres que fazem parte de uma das maiores forças militares do mundo, a revista mostrará também um prelúdio do filme do Capitão América, que está prestes a ser lançado.

A história principal da revista se passa dentro do universo de filmes da Marvel e mostra um soldado dando a outro uma revista em quadrinhos do Capitão América que supostamente lhe dará sorte. A ideia é usar a imagem do Capitão para inspirar os soldados tanto dentro quanto fora dos quadrinhos, destacando valores importantes às vezes negligenciados por aqueles que correm o risco de enfrentar perigos mortais em diferentes frentes de batalha. A capa, ao lado, é de John Romita Jr.

LEIA MAIS, CLICANDO AQUI!

Joca e a Caixa: obra infantil de Art Spiegelman


Joca acabou de ganhar dos pais um brinquedo novo, uma caixa cheia de surpresas. A cada vez que brinca com ela, ele nunca sabe o que vai acontecer: o que será que vai sair de lá de dentro? Um brinquedo assustador? Ou um brinquedo engraçado? Um jacaré ou muitos patinhos? O que mais? Surpresa!

Com poucas palavras e muita imaginação, Art Spiegelman - vencedor do prêmio Pulitzer por Maus: A História de um Sobrevivente, publicado pela Companhia das Letras - criou uma história em quadrinhos para os pequenos leitores que fala sobre as brincadeiras incríveis que os próprios brinquedos nos propõem.Segundo volume da série Toon Books do selo infantil Companhia das Letrinhas - o primeiro é O Ratinho se Veste, de Jeff Smith -, que apresenta histórias em quadrinhos feitas por grandes artistas para crianças a partir de dois anos, mas que vão agradar leitores de todas as idades.Joca e a Caixa tem 40 páginas, formato 22,8 x 15,6 cm e custa R$ 27,00. Para ver um preview do livro, clique aqui.

POSTADO ORIGINALMENTE NO HQ MANIACS

“O Smurf Repórter” marca volta dos azulzinhos às páginas de HQ

A editora L&PM lança este mês O Smurf Repórter, o primeiro álbum com as clássicas aventuras dos Smurfs, os personagens azuis criados em 1958 por Pierre Culliford, o Peyo, e que ganham mês que vem uma adaptação para os cinemas.

LEIA MAIS, CLICANDO AQUI!!!

segunda-feira, 18 de julho de 2011

História e Quadrinhos: pesquisa e ensino em História e as interações com a nona arte

No primeiro dia de trabalhos do XXVI ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA, eu participei do ST sobre História e Quadrinhos, coordenado pela Dra Geisa Fernandes. Tivemos quatro apresentações. 

A primeira foi feita por Emília Teles da Silva, "Qu´est-ce que c´est?": O relato autobiográfico e a questão da memória, que examina a questão na narrativa auto-biográfica nos quadrinhos de Fábio Moon e Gabriel Bá. Emília não é da área de história ( é formada em designer), mas fez colocações muito pontuais. O texto da sua apresentação, que eu li, é muito rico. Ela ainda precisa se enquadrar um pouco mais dentro da perspectiva histórica, mas no geral a sua escolha teórica e suas análises estão muito boas. Arisco a dizer que bem melhores do que muitos graduados ou  mestrandos em história.

A segunda apresentação foi de  Priscila Pereira, com o título: “Todo lo humano es ajeno": sátira política e violência delirante nos quadrinhos de Boogie, o seboso  (1972-1983). Um delícia ouvir a apresentação dela, princialmente porque Priscila fala sobre quadrinhos argentinos. Ela nos apresenta um personagem diferente, um universo de quadrinhos novo e um autor que eu não conhecia, mas que agora gostaria de estudar, que foi Roberto Fontanarrosa.

A terceira apresentação foi de Aline Martins dos SantosO Gesto Profanador: Angeli e seus quadrinhos marginais “autobiográficos”. A pesquisadora trabalha com quadrinhos do Angeli, procurando  observar no trabalho deste autor  situações que me façam refletir no quadrinho também como gesto e no engajamento, na característica participante, na maneira empenhada, como autoria.

Por fim, tivemos a apresentação de Gustavo Montalvão Freixo, Reflexões da Guerra Fria nas páginas de "V de Vingança". Eu gostei muito do trabalho deste rapaz. Acho que ele tem tudo para desenvolver um boa pesquisa com o tema e com um quadrinho contemporâneo, lido, relido e republicado. Eu, particularmente, acho difícil fazer este tipo de estudo. Prefiro trabalhar com períodos mais distantes e admiro muito quem trabalha temáticas mais atuais sob a perspectiva da história.

Acho que o ST está cumprindo bem o seu papel e o público em si está muito interessado. Aliás, um dado que eu gostaria de colocar: as mulheres estão se destacando tanto na apresentação de trabalhos quando na participação do ST. Cai o mito de que quadrinhos são coisa de "meninos". As "meninas" estão arrasando.

Bom, amanhã tem mais. Aliás, amanhã tem Nair de Teffé, na apresentação que irei fazer no ST. Preparem-se para mais uma página do meu "diário de campo da ANPUH".

quarta-feira, 13 de julho de 2011

7º FESTIVAL INTERNACIONAL DE QUADRINHOS DE BELO HORIZONTE

Clique na imagem e todas as informações diretamente no site oficial.

Culinária e quadrinhos: designer japonesa cria pratos inspirados em mangás

Muitos leitores de quadrinhos gostam de ler um bom gibi durante as refeições. Mas a designerjaponesa Mika Tsutai conseguiu fazer desse hábito uma galeria de arte.
A artista de 22 anos criou uma linha de pratos decorativos inspirados nos mangás, que interagem com a comida formando páginas de quadrinhos.
Segundo a BBC Brasil, Mika criou os pratos como projeto de conclusão do curso de design de produtos do Instituto de Tecnologia de Kyoto, mas já está pensando em negociá-los com restaurantes e lanchonetes do Japão.
Confira as imagens de alguns dos "mangás comestíveis". 
PUBLICADO ORIGINALMENTE NO UNIVERSO HQ

Editora Globo lança Meu Primeiro Maluquinho

O Menino Maluquinho é tão conhecido e querido pelas crianças que até mesmo os meninos e as meninas que ainda não sabem ler se interessam por suas histórias. Meu Primeiro Maluquinho em Quadrinhos foi pensado justamente para estes novos leitores.

O livro reúne aventuras inéditas e superdivertidas da turma do Maluquinho. Os quadrinhos, quase sem palavras, trazem ao final de cada história somente um balão com uma frase. E não é necessário saber ler essa frase para entender a HQ. O balão apenas acrescenta um toque de humor.Como o próprio Ziraldo, criador do personagem, diz na apresentação do livro, “ler não é somente juntar letrinhas, fazer bê-á-bá. É também juntar ideias, uma ao lado da outra, e compreender o sentido completo do que se vê – ou do que está escrito”.Meu Primeiro Maluquinho é em formato quadrado, 25 x 25 cm, tem 64 páginas e custa R$ 28,00.
POSTADO ORIGINALMENTE NO HQ MANIACS

Angelo Agostini – A Imprensa Ilustrada da Corte à Capital Federal 1864-1910


Angelo Agostini (1843-1910) foi o principal artista gráfico em atividade no Brasil da segunda metade do século XIX, criador da primeira HQ do mundo (As Aventuras de Nhô Quim) em 30 de Janeiro de 1869, fundou os mais importantes jornais do Brasil na época (Diabo Coxo, O Cabrião, Revista Illustrada) e colaborou com inúmeros outros (O Mosquito, Vida Fluminense, Tico-tico), Agora tem sua biografia publicada pelas mãos do escritor Gilberto Maringoni, pesquisador do Ipea, professor de jornalismo na Fundação Cásper Líbero, doutor em História Social pelaFFLCH USP (2006) e formado em arquitetura pela FAU USP (1986).
Gilberto Maringoni tem onze livros publicados, entre eles Barão de Mauá, o empreendedor (Aori, 2007), A Venezuela que se inventa(Editora Fundação Perseu Abramo, 2004) e Tocaia (Devir, 2009). Foi chargista político de O Estado de São Paulo (1989-1996) e colaborou com os principais órgãos da imprensa brasileira.
O livro examina a vida, a obra e a época de Angelo Agostini, um empresário, editor, jornalista, ilustrador, fotógrafo, pintor e, sobretudo, entusiasmado militante da causa abolicionista.  
A obra de 250 páginas lançada pela DEVIR ao preço de R$: 39,50 é uma excelente oportunidade para que estudiosos e iniciantes dos quadrinhos conheçam mais desse artista tão singular.
POSTADO ORIGINALMENTE NO ZINE BRASIL

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Estatuto do Torcedor em Quadrinhos


Segundo informações divulgadas pelo Ministério do Esporte domingo (10.07 ontem), 2.000 cartilhas em quadrinhos do Estatuto do Torcedor, foram distribuídas na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, Minas Gerais.
A distribuição aconteceu no clássico entre Atlético-MG e América-MG, pelo Campeonato Brasileiro. Os ex-jogadores Reinaldo eAmarelinho foram convidados a fazer a entrega simbólica da cartilha.
A cartilha em quadrinhos foi criada para orientar o torcedor, de forma leve e criativa, sobre os direitos e deveres de quem frequenta os estádios de futebol. Com dez páginas, ela foi desenvolvida pelo Ministério do Esporte em parceria com uma comissão de promotores do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais.
LEIA MAIS O RESTANTE DO TEXTO CLICANDO AQUI!

domingo, 10 de julho de 2011

HQ em debate na convenção Manaus Comic Con

Entrevista com  Alexandre Callari e Valéria Fernandes. Confira entrevista clicando aqui!

5º CONCURSO CULTURAL DA TURMA DO GABI: RESULTADO FINAL

A participação dos jovens artistas nesta edição do Concurso Cultural da Turma do Gabi – Desenho superou as anteriores. Foram mais de 300 participantes e centenas de trabalhos, que vieram de várias partes do país. Chegaram desenhos das seguintes cidades: Alto da Patrulha (RS), Jaraguá (SP), Juiz de Fora (MG), Maringá (PR), Salvador (Bahia), Novo Horizonte (SP), Leopoldina (MG), São Paulo (SP), Campinas (SP), Potengi (RN), Jaboatão dos Guararapes (PE) e a participação de várias escolas de Indaiatuba (SP)

No dia 8 de Julho foi aberta ao público no Casarão Cultural Pau Preto, em Indaiatuba (SP), a exposição com os 200 trabalhos selecionados pela comissão organizadora. Na ocasião da abertura o Júri formado pelos cartunistas: Eric Vanucci, Júlio Maga e Torres estarão fazendo a seleção dos três premiados, bem como algumas menções. 

A exposição ficará aberta até o dia 7 de Agosto. O concurso Cultural da Turma do Gabi é realizado anualmente peloEstúdio EMT e conta com o apoio da Fundação Pró- Memória e Prefeitura de Indaiatuba – SP. Maiores informações pelos fones:(19) 3875-8383 ou 3834-6319.

Premiados do Concurso
Categoria 09 – 10 anos
Prêmio – Giovana Telli – Indaiatuba - SP
Menção – Guilherme Dutra dos Santos – Indaiatuba - SP
Categoria 11 – 12 anos
Prêmio – Leonardo Haber Campana – Campinas - SP
Menção – Vitória Gottlieb Parra – Indaiatuba - SP
Categoria 13 – 14 anos
Prêmio – Karolaine da Silva Ramos – Santo Antonio da Patrulha - RS
Menção – Patrícia Souza de Oliveira – Campinas - SP

Alunos da Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machadocujos desenhos foram selecionados para a exposição dos alunos 
Jadson da Silva Magalhães
Lucas Higino Reis
Wellington Rodrigues da Silva
John Kennedy de Souza da Silva
Rafaela da Silva
Isabely de Oliveira Clemente
Natália Ribeiro Medeiros
Jéssica Agostinho Aguiar
Kleysllon Teixeira Rodrigues



PROGRAMA DE FORMAÇÃO EM HQ E ZINE (ESTAMOS PARTICIPANDO!)

Clique na imagem para ampliar!!!

sábado, 9 de julho de 2011

A TURMA DO PERERÊ VAI À ESCOLA

Clique na imagem para ampliar!

No dia  07 de julho foi lançado  no auditório da Secretaria Municipal de Educação de Duque de Caxias,  pela educadora e escritora Cristina Silveira, o livro  A TURMA DO PERERÊ VAI À ESCOLA: Sugestões de Atividades Pedagógicas.
Será , dia 07 de Julho, às 19 horas. 

O livro destina-se a professores do ensino fundamental e de Língua Portuguesa, principalmente para aqueles que gostam de utilizar quadrinhos em sala de aula. O valor do livro é de R$ 25,00.

4º Prêmio Menino Caranguejo de Animação

Clique na imagem para ampliar!

Teve início o  4º Prêmio Menino Caranguejo de Animação. Nesta quarta edição é que o prêmio abrange todo o território brasileiro e as inscrições são totalmente online pelo site Caranguejo.com! (www.caranguejo.com).


NOVAS DOAÇÕES E MINICURSO

Ôpa! Recebemos hoje uma grande doação, de 92 gibis, entre eles vários gibis das Witch  e do Pokemon!!! O doador foi o José Luiz. Não é a primeira doação que ele nos faz este ano. Há uns dois meses ele nos presenteou com cerca de 80 gibis de super-heróis. Eu e a gibiteca agradecemos muito.

Agora que estamos funcionando a pleno vapor ( já contei que há um mês ganhamos nossa estagiária e que estamos abrindo todos os dias de manhã e de tarde?) elas são muito bem vindas!!!

Aliás, as novidades não param por aí.

Agora, dias 11/07 e 14/07 estaremos com um minicurso para professores e estagiários de várias escolas na Gibiteca. No minicurso iremos falar - lógico - de quadrinhos e mais especificadamente de como usar tirinhas na sala de aula (bem, algumas sugestões e considerações sobre o tema). O minicurso terá 4 horas. Teremos algumas vagas para a comunidade, então, se alguém se interessar basta ligar para (32) 3694 4269, entre 13:00 e 16:00 e pedir para falar com a professora Natania.

HQ online traz aventura ambientada durante a ditadura militar

Ditadura no Ar é uma série de tiras de aventura ambientada durante o regime militar brasileiro.
A HQ online narra as aventuras de Félix Panta, descendente de italianos anarquistas, que se apaixona por Nina, uma comunista de boutique.
Porém, essa história de amor chega ao fim com a prisão da garota. Agora, o fotógrafo terá que usar todas as suas artimanhas para tentar salvá-la, mas não será tão fácil quanto parece.
A série conta com roteiro de Raphael Fernandes (MAD) e arte de Abel (Almanaque Gótico).
Para conferir, clique aqui.
PUBLICADO ORIGINALMENTE NO UNIVERSO HQ