quinta-feira, 24 de abril de 2014

Recortes autobiográficos do mestre da HQ



Há vidas de artistas e vidas de artistas. E há Will Eisner (1917- 2005), que muito mais do que artista, foi um visionário genial. Em Life, in Pictures - Vida, em Quadrinhos, o criador do Spirit oferece um painel semiautobiográfico reunindo suas HQs mais próximas da própria vida.

O fato é que Eisner aliou como ninguém talento nato, formação artística, inspiração fora do comum e visão empresarial ao longo de uma carreira que cruzou quase todo o século 20.

Sem contar o fato de que, como um dos inventores do formato graphic novel, contribuiu de forma decisiva para fazer dos quadrinhos a forma de arte adulta, respeitada e cultuada que é hoje em dia.

Por isso mesmo, a narrativa sequencial deve muito a Eisner e os quadrinistas buscam na sua biografia o exemplo a seguir.

Além desta propriamente dita (Will Eisner: Um sonhador nos Quadrinhos, de Michael Schumacher, lançada no Brasil em 2013), o leitor brasileiro agora dispõe dessa pesada coletânea cujas HQs, juntas, formam o que há de mais próximo de uma autobiografia do mestre.


Leia mais, clicando aqui!

Sesc Amazonas abre inscrições para cursos de história em quadrinhos


O Sesc Amazonas oferece, a partir desta terça-feira (22), três turmas para o curso de história em quadrinhos voltadas para alunos iniciantes e avançados. A idade mínima é de 8 anos. As inscrições podem ser feitas no Centro de Atividades do Sesc, na Rua Henrique Martins, 427, Centro.
No curso, os alunos irão aprender a história do desenho e a aplicação ao mangá, conceito de mangá, anatomia, luz, sombra, traço, storytelling: como contar uma história com desenhos, noções básicas de roteiro, construções, colorização, arte-finalização de páginas com Nankin, recursos e técnicas de estilo de Mangá, além de como elaborar sua própria revista.
Os alunos deverão levar o material de desenho que é composto por lápis ou grafite, borracha, caderno de esboço ou desenho e folhas brancas ou amareladas.
O valor do curso é de R$ 30 e para comerciários e dependentes R$ 20. É solicitada a doação de duas revistas em quadrinho que deve ser feita no primeiro dia de aula.
Mais informações sobre os dias e horários das turmas podem ser obtidas através do telefone (92) 2126-9762 ou do site http://www.sesc-am.com.br.
PUBLICADO NO D24 AM

Yrerê e os Sete Sacis!

Inspirado em Branca de Neve e os Sete Anões, o livro infantil  traz os contos de fada para as florestas brasileiras. 



Sobre o autor: Cezar Augusto Cordeiro Cordovil - Cecord começou a escrever e desenhar quadrinhos aos 15 anos. Em 2004 criou Justine: Justiça Cega, Quadrinhos para adultos. Em 2007 lançou o livro ilustrado em quadrinhos: "O Surgimento de Porto Velho Em Quadrinhos", foi sua primeira incursão em trabalhos para o público infantil. Passou então a dedicar-se a produzir trabalhos educativos e a desenvolver histórias com os personagens chamados "Turminha do Porto". Cézar é um defensor de quadrinhos educativos, depois de ter editado "O Surgimento de Porto Velho em Quadrinhos" (para crianças) trabalha para promover seus livros infantis e romances gráficos como uma valiosa ferramenta para alfabetização e educação em escolas, bibliotecas, e em casa. Ele acredita que quadrinhos em escolas, bibliotecas, e eventos na comunidade ajudar formar um interesse em artes, ajudando a criança a pensar e escrever criativamente.

Mais informações clicando aqui!

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Um conto de Páscoa com a Turma da Mônica

Que tal assistir junto com seus alunos essa história linda com aTurma da Mônica!

Revista em quadrinhos amazonense tem jabutis e quatipurus

A revista em quadrinhos ‘Maramunhã - A Guerra dos Jabutis e dos Quatipurus’ ainda está em processo de produção e captação de recursos, mas já tem propostas para compor o material didático de escolas do ensino fundamental de outras cidades.
O livro é uma adaptação do conto grego ‘Batraquimiomaquia’, de Homero, que narra a guerra entre rãs e ratos, chegando ao ponto de deuses terem que intervir. “Em ‘Maramunhã’, a guerra é entre jabutis e quatipurus, tendo como cenário a floresta amazônica”, contou o roteirista e produtor Evaldo Vasconcelos, que contou com traços do artista plástico Cristoffer Melo Ferreira.
Ele disse, ainda, que a ideia e a motivação surgiram no fim do ano passado, quando participou de uma exposição de quadrinhistas do grupo Vortex Studio Art. “Eu contei que já tinha umas histórias, mas não quem fizesse os quadrinhos. Então nós fechamos essa parceria”, relatou.
Para a adaptação, Evaldo fez pesquisas no Museu Amazônico (Musa) para definir como seriam os duelos entre os personagens, além da rotina e rituais indígenas. “Os jabutis, como não sobem em árvores, usam lanças, arcos e flechas, enquanto os quatipurus se armam com ‘bordunas’ (arma indígena) e machado de pedras”, contou.
CONTINUE LENDO, CLICANDO AQUI!

Cartilha Digital - Turma do Gabi e Capitão D Combatendo a Dengue


O cartunista Moacir Torres e a Escritora Cybele Meyer desenvolveram uma nova Cartilha Digital com a Turma do Gabi, e dessa vez o tema é “Dengue”. A turma dessa vez conta com a ajuda do Capitão D, novo Super-Herói criado por Torres, e que da uma tremenda força para o Gabi e sua turminha na limpeza e eliminando os focos que se tornam criadouros do Mosquito que transmite a doença da Dengue. Essa cartilha está disponível clicando aqui!

Turma do Xaxado: Meio Ambiente e Cidadania


Foi lançado hoje na Câmara dos Vereadores o projeto Meio Ambiente e Cidadania com distribuição de cartilha com a Turma do Xaxado, criada pelo cartunista baiano Antônio Cedraz. O evento contou com a presença do presidente de Câmara de Vereadores, vereador Paulo Câmara, do Secretário de Educação e diversas autoridades.

Antônio Cedraz produz diversas Hqs educativas da Turma do Xaxado, com os temas mais variados. Vale a pena conhecer este maravilhoso universo dos quadrinhos brasileiros. 

domingo, 6 de abril de 2014

QUADRINHOS NA EDUCAÇÃO: VÍDEO COM O PROFESSOR WALDOMIRO VERGUEIRO (USP)

Vídeo curtinho, mas que traz muitas informações. Bom para professores e alunos da área de educação.


Antônio Cedraz ganha exposição


A Biblioteca Infantil Monteiro Lobato, em Salvador, Bahia, acaba de ganhar um novo espaço permanente em suas salas.
 
A partir deste domingo, dia 6 de abril, o quadrinhista Antônio Cedraz passa a ter um espaço reservado para suas criações permanentemente aberto na biblioteca. O evento de abertura ocorrerá a partir das 10 horas. A Biblioteca fica na Praça de Nazaré, em frente ao Hospital Santa Izabel.
 
Antônio Luiz Ramos Cedraz nasceu em Miguel Calmon (Bahia), mas cresceu e formou-se professor primário em Jacobina, no interior da Bahia, onde teve os primeiros contatos com as histórias em quadrinhos. Ao longo dos anos, Cedraz criou vários personagens e teve seus trabalhos publicados nos principais jornais da capital baiana e de outros estados, além de revistas lançadas por editoras de todo o país. Recebeu vários prêmios HQMix, além de um Prêmio Angelo Agostini na categoriaMestre do Quadrinho Nacional.

Publicado no HQ Maniacs

Quadrinhos alemães ganham mostra no Instituto Cultural Germânico


Instituto Cultural Germânico – ICG de Icaraí (Avenida  Sete de Setembro 131, Niterói/RJ) apresenta no seu Espaço Galeria a exposição Quadrinhos Autorais Alemães.
A mostra, inédita no Brasil, vai reunir obras de alguns dos melhores autores de histórias em quadrinhos em atividade na Alemanha: Flix, um dos quadrinhistas mais lidos em seu país, com livros que vendem mais de 25 mil exemplares; Reinhard Kleist, cujo trabalho O Boxeador foi uma das HQs mais elogiadas em 2013; Jens Harder, famoso pelos livros Alpha e Beta, que resumem a história do universo e da humanidade.
Completam a mostra Aisha Franz e Mawil, conhecidos entre os novos autores independentes; Birgit Weyhe,  Isabel Kreitz, Ulli Lust e Tom Gaedke, artistas ainda desconhecidos no Brasil.
A exposição, que tem curadoria do quadrinhista curitibano José Aguiar (Folheteen, Quadrinhofilia) e poderá ser vista até o próximo dia 3 de maio, faz parte dos eventos promovidos pelo ICG, em encerramento ao ano Alemanha.
No dia da abertura, José Aguiar autografa o livro Reisetagebuch – Uma viagem ilustrada pela Alemanha, que estará à venda no local.
PUBLICADO NO UNIVERSO HQ

O incrível poder das histórias em quadrinhos



Ótima matéria sobre os quadrinhos como recurso de ensino, feita por Gisleine Carvalho. Leia um trechinho:

O cineasta Federico Fellini lia. O filósofo Umberto Eco é ávido consumidor e o artista plástico Roy Lichtenstein fez uso de balões com falas em algumas de suas obras. Esses artistas declararam que a leitura das histórias em quadrinhosserviu de inspiração e influenciou seus trabalhos. Há outros exemplos de personalidades que poderiam ser citadas, mas não é o propósito deste texto listar celebridades e fãs da também chamada arte sequencial. Trata-se só de uma curiosidade, já que houve um tempo em que psicólogos e educadores chegaram a afirmar que os gibis estimulavam a preguiça mental.

"Por muitas décadas, as histórias em quadrinhos foram vistas à margem do que se entende por leitura. Uma visão equivocada porque os quadrinhos são e sempre foram leitura igualmente válida", defende Paulo Ramos, professor da Unifesp e autor de vários livros sobre quadrinhos.

De fato, hoje não há mais dúvidas sobre o valor desse tipo de narrativa. Tanto que os quadrinhos são recomendados pelos Parâmetros Curriculares Nacionais e reconhecidos como uma ferramenta de alfabetização. Na visão da professora Maria Angela Barbato, da Faculdade de Educação da PUC-SP, as histórias em quadrinhos acabam sendo também um instrumento no processo de desenvolvimento da leitura e da escrita porque as crianças naturalmente gostam desse tipo de linguagem. "Existem crianças, inclusive, que desenvolvem a leitura com os gibis", diz ela.

Outro fator que torna os quadrinhos tão atraentes para as crianças é a ligação emocional que elas costumam desenvolver com os personagens. Um exemplo da força dessa conexão está na pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada em 2008 pelo Instituto Pró-Livro, na qual Mauricio de Sousa, o pai da Turma da Mônica, aparece em décimo lugar na lista dos escritores mais admirados pelos leitores, depois de Monteiro Lobato, Jorge Amado, Machado de Assis, entre outros. 

Gostou? Tem muito mais! 
Continue lendo, clicando aqui!


TV ESCOLA: UM SALTO PARA O FUTURO - HISTÓRIA EM QUADRINHOS COMO RECURSO DE ENSINO

Eu encontrei o programa completo. Nele há entrevistas com profissionais da área, fala das adaptações de livros para quadrinhos. Tudo muito agradável e lúdico. Professores, assistam! Vale a pena. Sei que temos pouco tempo, mas faça um esforço. Vai valer a pena.