sábado, 25 de novembro de 2017

MULHERES NA HISTÓRIA DA ÁFRICA EM QUADRINHOS


A série UNESCO Mulheres na História de África, produzida pela Divisão das sociedades de conhecimento Setor da comunicação e informação da UNESCO, foi realizada no quadro da plataforma intersetorial Prioridade África, com o apoio da Divisão para a igualdade de gênero. 

Esta iniciativa foi financiada pelo governo da República da Bulgária. Um dos livros é sobre a Rainha Njinga Mbandi e foi publicado em 2014 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO). A versão em pdf da História em Quadrinhos ser obtida gratuitamente, clicando aqui!

Njinga Mbandi ficou famosa por ter combatido o tráfico de escravos pelos portugueses, na África. Há muitos sites na internet que contam as histórias desta rainha africana. 


quinta-feira, 21 de setembro de 2017

RECEBEMOS DOAÇÕES DE REVISTAS DA TURMA DA MÔNICA JOVEM

Alguns dos exemplares doados recentemente para a nossa Gibiteca.

Recebemos no mês de agosto duas grandes doações de revistas da Turma da Mônica Jovem. Uma doação foi feita por Gláucia Costa, professora de língua portuguesa e membro da Academia Leopoldinense de Letras e Artes de Leopoldina (ALLA). A outro pela pesquisadora Luciana Zambrone, de Vitória (ES), cuja dissertação de mestrado apresentada no ano de 2013 ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais do Centro de Ciências Humanas e Naturais da UFES teve como tema a construção social da adolescência nos quadrinhos da Turma da Mônica Jovem (clique aqui para baixar a dissertação). 

Foram um total de 118 revistas que estão sendo disputadíssimas pelos nossos alunos. Só na primeira semana em que foram disponibilizadas as TODAS as revistas foram emprestadas, sendo até difícil conseguirmos uma foto do acervo atual, dada a circulação que o material tem tido nas últimas três semanas. Atualmente as revistas da Turma da Mônica Jovem são as mais procuradas na Gibiteca, tanto por meninos quanto por meninas.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

ALUNOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL VISITAM A GIBITECA

Semana passada os alunos do primeiro período da professora Adriana Medeiros de Souza Pacheco levou seus alunos para conhecerem e desenvolverem atividades na Gibiteca.

É importante lembrar que o uso dos quadrinhos na educação infantil é importante para o processo de alfabetização. Além de estimular a criatividade, a leitura de imagens ajuda a desenvolver a habilidade de relacionar texto e imagem facilitando o êxito do professor(a) no processo de alfabetização.

Uma alfabetização através de quadrinhos começa na educação infantil e deve perpassar todos os anos do Ensino Fundamental, visto que os quadrinhos, nos anos mais avançados poderão ser usados, também, como importante recurso didático e avaliativo nas mais variadas disciplinas escolares. 

Confira as fotos!





domingo, 17 de setembro de 2017

BIOGRAFIA EM QUADRINHOS: CAROLINA MARIA DE JESUS

Durante o mês de agosto os alunos da EJA da Escola Municipal Judith Lintz trabalharam com um projeto multidisciplinar cujo objetivo era desenvolver a autoestima. O projeto girou em torno da obra literária de Carolina Maria de Jesus, a escritora e poetiza negra, semianalfabeta, que nos anos de 1960 surpreendeu o mundo com sua obra sensível e de profundo cunho social.

Carolina nasceu em Sacramento (MG), em 14 de março se 1914, Faleceu em 13 de Fevereiro de 1977, aos 62 anos. Mudou-se para São Paulo em 1947, em busca de melhores condições de vida. Tornou-se moradora de favela e lá criou seus três filhos, sozinha. Carolina Maria de Jesus foi empregada doméstica, catadora de materiais recicláveis e pode ser considerada uma escritora autodidata. Praticamente tudo que aprendeu foi lendo jornais e livros que encontrava no lixo. 

Em sua obra ela nos apresenta da dura realidade de uma mulher pobre, negra e excluída. Dos livros que encontrava no lixo e lia veio o suporte que ela encontrou para vencer a fome, o preconceito e o machismo que constantemente a vitimavam. Seu livro mais conhecido é Quarto de despejo – Diário de uma Favelada, que no ano de seu lançamento, vendeu mais de 100 mil exemplares vendidos e já vou traduzido para pelo menos 13 idiomas. 

Sua vida tornou-se uma História em Quadrinhos pelas mãos Sirlene Barbosa e João Pinheiro, publicada pela Editora Veneta (clique aqui para saber mais sobre a publicação).

Leia uma das poesias de Carolina Maria de Jesus:

MUITAS FUGIAM AO ME VER

Muitas fugiam ao me ver
Pensando que eu não percebia
Outras pediam pra ler
Os versos que eu escrevia

Era papel que eu catava
Para custear o meu viver
E no lixo eu encontrava livros para ler
Quantas coisas eu quiz fazer
Fui tolhida pelo preconceito
Se eu extinguir quero renascer
Num país que predomina o preto

Adeus! Adeus, eu vou morrer!
E deixo esses versos ao meu país
Se é que temos o direito de renascer
Quero um lugar, onde o preto é feliz.


Assinta, também, um vídeo sobre a biografia em quadrinhos de Carolina Maria de Jesus: 

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

CARTILHAS TRATAM DO BULLYING NA ESCOLA


O Programa de Acesso à Justiça e Solução de Conflitos (RECAJ UFMG), produziu duas cartilhas orientando ao combate do Bullying, uma delas totalmente em quadrinhos, que estão sendo distribuídas em escolas.

Elas esclarecem o que é bullying e fornecem informações de como a escola, os professores e a família podem ajudar a combatê-lo. Foram oferecidos cursos virtuais e presenciais sobre o tema para professores e especialistas de Minas Gerais.

sábado, 22 de julho de 2017

RECEBEMOS DOAÇÕES!

Recebemos esta semana uma grande doação de revistas em quadrinhos da Turma da Mônica, feita por Luciana Azevedo, professora da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL). Ela incentiva as filhas a lerem quadrinhos e, também, a doar seus quadrinhos para gibitecas. 

Faça como ela, doe revistas para nós! Pode ter certeza que elas estarão contribuindo para a formação de novos leitores!

quinta-feira, 20 de julho de 2017

REFORMANDO REVISTAS EM QUADRINHOS

Na última semana de aulas antes do recesso escolar os alunos do nono e do oitavo ano ajudaram a restaurar algumas revistas em quadrinhos da nossa gibiteca que estavam sem capa ou com as capas soltas e/ou rasgadas. Como resultado recuperamos cerca de 60 revistas. 

Veja com ficaram as revistas que estavam em pior estado.


É bom frisar que temos uma perda mínima do nosso acervo, anualmente, e tudo o que podemos recuperar, recuperamos. Os próprios alunos indicam as revistas que estão em pior estado e que precisam ser reparadas.

Além de reparar revistas os alunos ainda ajudaram na reorganização da gibiteca que, em agostos, vai estar pronta para atender aos estudantes e professores já no seu primeiro dia de aula.

sábado, 24 de junho de 2017

MÔNICA JOVEM: VOCÊ TEM ALGUM GIBI QUE POSSA DOAR?


Na Gibiteca Helena Fonseca a Turma da Mônica Jovem é o título mais procurado pelos alunos. Temos aproximadamente 26 exemplares que estão já com seus dias quase contados, de tão desgastados. 

A revista é um grande sucesso. Alguns aluno(a)s até começaram a comprar e colecionar, mas a maioria não tem condições. Além disso, estamos na periferia da cidade e a única banca fica no centro, o que torna mais difícil ainda ter acesso ao material. 

Por isso, estamos pedindo por doações. A Gibiteca não tem recursos para comprar revistas, por isso temos que contar com doações dos nossos parceiros. Se você tem e puder doar, nossos alunos e alunas agradecem muito!

segunda-feira, 12 de junho de 2017

ALUNOS DO EJA NA GIBITECA

Os alunos do EJA estão usando regularmente a gibiteca. Na última segunda, dia 05 de junho, eles desenvolveram lá uma atividade com desenho. Os melhores desenhos serão inscritos no concurso da Academia Leopoldinense de Letras e Artes. Veja as fotos.



quarta-feira, 17 de maio de 2017

ATIVIDADE ESCOLAR: CRÔNICA EM QUADRINHOS

A professora Angélica Vargas está trabalhando quadrinhos com a turminha do sexto ano do Colégio Imaculada Conceição e revelando talentos. A professora apresentou uma crônica de Luiz Fernando Veríssimo e pediu à turma que fizesse uma adaptação para quadrinhos. Veja a atividade desenvolvida pela aluna Lorena Cardoso.



sábado, 13 de maio de 2017

UM TOUR PELA GIBITECA HELENA FONSECA

Vídeo realizado no dia 11 de maio de 2017, antes do descerramento da placa que comera os 10 anos da Gibiteca.

ABERTURA DA EXPOSIÇÃO DE QUADRINHOS NO CENTRO CULTURAL MAURO ALMEIDA

Nesta sexta-feira, às 19 horas e 30 minutos, foi realizadas a inauguração da Exposição e Quadrinhos, realizada em comemoração aos 10 anos da Gibiteca Escolar Helene Fonseca. Compareceram à abertura o vice-prefeito Márcio Pimentel, a Secretária de Cultura Jussara Thomas, a Superintendente de Cultura Amanda Almeida, a Diretora da E. M. Judith Lintz Guedes Machado, Michele Marie Maçais, além de professores, a vice-diretora Sandra Simões, convidados e alunos do EJA.

A exposição irá permanecer no Centro Cultural por 02 meses e a visitação escolar poderá ser agendada diretamente no Centro Cultural.



Saiba mais sobre a exposição, clicando aqui!

DESCERRAMENTO DA PLACA QUE HOMENAGEOU HELENA FONSECA

No dia 11 de maio, dia do aniversário de 10 anos da nossa Gibiteca, ela se tornou oficialmente a Gibiteca Escolar Helena Fonseca, com o descerramento da placa comemorativa dos 10 anos, que nomeia a Gibiteca. 

A cerimônia contou a presença de alunos do 9º ano, professores, ex-professores de representantes da Secretaria de Cultura, da Secretaria de Educação e do vice-prefeito de Leopoldina Márcio Pimentel.





sexta-feira, 12 de maio de 2017

OFICINA COM GERMANA VIANA

A quadrinista Germana Viana veio a Leopoldina oferecer uma oficina para alunos da Escola Municipal Judith Lintz, na Gibiteca Escolar Helena Fonseca. A oficina aconteceu no dia 10 de maio, das 13 horas às 15 horas,  com alunos do 6º a 9º ano. 

No dia 11 de maio, a quadrinista retornou à escola, das 08 horas às 11 horas onde participou de várias atividades com os alunos da Educação Infantil e dos primeiros anos do Ensino Fundamental. Foi um sucesso!





CONCURSO DE REDAÇÃO E DESENHO

Abrimos a Semana da Gibiteca, no dia 08 de maio com um concurso interno da Escola, de redação e desenho. Foram premiados alunos de todos os períodos, e dos três turnos. A escolha das redações ficou sob a responsabilidade da Academia Leopoldinense de Letras e Artes, enquanto que a seleção dos desenhos foi feita pelo professor Adilson. 

A cerimônia de entrega acorreu na Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado, às 19 h e contou a participação de alunos, familiares, professores e representantes da ALLA.




domingo, 7 de maio de 2017

EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL: QUADRINHOS E CARTUNS, ARTE, LEITURA E EDUCAÇÃO



Leopoldina estará inaugurando no dia 12 de maio, no Centro Cultural Mauro de Almeida, às 19 horas, sua primeira exposição de quadrinhos. A exposição estará trazendo autores profissionais e amadores, do Brasil e de mais cinco países. Algumas obras são inéditas, e foram feitas especialmente para esta exposição, outras ainda nem foram lançadas no mercado e foram cedidas pelos quadrinistas para mais este evento, que faz parte das comemorações dos 10 anos da Gibiteca Helena Fonseca.

A exposição tem como objetivo levar à comunidade leopoldinense não apenas a arte dos quadrinhos mas, também, as mais variadas formas pelas quais eles podem contribuir para a nossa formação tanto escolar quando cidadã. Que os olhos dos leitores ultrapassem as cores e as formas e que os quadrinhos remetam não apenas a um universo de fantasia mas ao despertar de uma sensibilidade que só a arte do traço e da palavra pode alcançar. 

Ao todo, estarão participando 21 autores. Para alguns, como a sueca Malin Biller, é a primeira vez que seu trabalho é exibido no Brasil. Conheça um pouco de cada um deles.

ALINE LEMOS Aline Lemos nasceu e mora em Belo Horizonte, onde faz e publica quadrinhos de forma independente desde 2013. É Mestre em História e possui formação complementar em Design Gráfico e Artes Plásticas. Atualmente, é colaboradora nos portais Lady’s Comics e Marsam Graphics. Produziu uma arte exclusiva para a exposição, sobre a leitura dos quadrinhos.

BIANCA PINHEIRO tem formação em Artes Gráficas na Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UFTPR) e pós-graduada em História em Quadrinhos pela OPET. È considerada um dos grandes expoentes da geração atual de quadrinistas independentes. Seu quadrinho mais conhecido é Bear.

CAROLINA ITO é criadora do blog Salsicha em Conserva, onde publica quadrinhos autorais desde 2014. Com formação em jornalismo, também desenvolve trabalhos de reportagem em quadrinhos para revistas e sites nacionais. Atualmente, vive em São Paulo e desenvolve pesquisa sobre produção feminina de webcomics.

CATIA ANA BALDOINO é programadora visual e quadrinhista. Publicou de 2010 a 2016 a webcomic “O Diário de Virgínia”. Atualmente, divulga suas produções no site Quadrinhos Infinitos e é pós-graduanda no Mestrado em Estudos Literários da Faculdade de Letras da UFG. Catia colaborou com uma arte exclusiva para a exposição, sobre quadrinhos e leitura.

CHANTAL MONTELLIER é uma das pioneiras dos quadrinhos franceses, estando entre os 10 melhores quadrinistas franceses. Começou sua carreira fazendo quadrinhos políticos, para jornais. Publicou dezenas de álbuns na França, de biografias em quadrinhos a distopias futurísticas. É presidente do Prêmio Artemísia, que todo ano premia os melhores quadrinhos feitos por mulheres na França. 

EDGAR FRANCO, também conhecido como Ciberpajé, é um autor de histórias em quadrinhos, brasileiro, formado em arquitetura, doutor em artes e professor da faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás. Produziu uma arte exclusiva para a exposição, sobre a leitura dos quadrinhos.

GAZY ANDRAUS é um autor e pesquisador brasileiro de histórias em quadrinhos. Como autor, produziu diversos fanzines e HQs, especialmente no que convencionou-se chamar de "quadrinhos poético-filosóficos".

JOÃO MARCOS PARREIRA MENDONÇA é professor e roteirista de quadrinhos. É mestre em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da UFMG. Trabalha como roteirista da Maurício de Sousa Produções e como chargista do jornal Diário do Aço, de Ipatinga. É também criador da webcomics "Mendelévio e Telúria". Criou um cartum exclusivo para a exposição, sobre o prazer da leitura.

JOSÉ RUY é um premiado artista português, com maior número de álbuns em quadrinhos produzidos em seu país. Um dos seus trabalhos mais conhecidos é a serie  As Viagens de Porto Bomvento, que narra a odisseia de um português na época da expansão marítima. Fez ainda a adaptação para os quadrinhos do clássico da literatura portuguesa “Os Lusíadas”.

LAUDO FERREIRA JR é um premiado quadrinista e ilustrador brasileiro. Começou sua carreira em 1983, ilustrando para diversas editoras, além de trabalhar com Publicidade e no desenvolvimento de cenários e figurinos para teatro. Fundou o Estúdio Banda Desenhada em 1996, ao lado de Omar Viñole.

MALIN BILLER é uma premiada quadrinista sueca que vem se destacando em seu país nos últimos anos. Estudou na Escola em Quadrinhos de Malmö e atualmente publica tiras em jornais suecos. Publicou alguns de humor, biográficos, autobiográficos e adaptações literárias. Cedeu uma sequencia de quadrinhos para a exposição.

NATALIA FORCAT nasceu na Argentina e mudou-se para a cidade de São Paulo, 1992. Ilustrou para diversas revistas e editoras de livros didáticos. Realizou várias ilustrações para a revista Veja São Paulo, Le Monde Dimplomatique (Brasil),  Participou do zine Só Mulherada!, publicação da AQC-ESP (Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo) , que reuniu trabalhos de autoras de todo o Brasil, do Japão e de Portugal, sob o tema: “a condição da mulher na sociedade atual”.

NUNO LOURENÇO RODRIGUES é licenciado em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa e Design Gráfico pela University of East London em 2010. Em 2012, fez mestrado Ilustração e Animação na Kingston University, Londres. É designer gráfico e ilustrador freelancer. Colaborou com a exposição com um cartum sobre o prazer da leitura dos quadrinhos.

OSVALDO MEDINA  Começou  a trabalhar com animação, a partir de 1997, através da Animanostra e em 2009 começou a ilustrar histórias em quadrinhos. Estreou como argumentista com a HQ "Kong, the King", uma narrativa visual, sem palavras, inspirada na história da personagem de cinema King Kong, e que vai ser editado em breve no Brasil. São algumas páginas desta HQ, de 2015, que ele cedeu para a exposição. É professor na Universidade Lusófona.

PAUL CAUUET é cartunista e colorista francês, formado em Artes Aplicadas pela Universidade de Universidade de Toulouse Le Mirail. Publicou por várias editoras francesas como a Delcourt e a  Dargaud. Cedeu imagens da HQ Nauru, criada para a associação The Ink Link.

PAULO MIGUEL DOS ANJOS é artista plástico, gráfico, estampador, desenhista, roteirista, colorista, quadrinista e Fanzineiro. Seu personagem mais conhecido é Benjamim Peppe, cujo primeiro fanzine foi lançado em 1993. Atualmente, faz roteiros e desenhos para outros personagens de outros autores, colaborando em diversas revistas fanzines e jornais, com a Turma do Benjamin Peppe com HQs completas e tiras.

RAFAEL CORDEIRO é natural de Salvador - BA. É ilustrador, quadrinista e arquiteto urbanista. Entre trabalhos de ilustração em livros, cartilhas e HQs, destacam-se a participação na antologia internacional de quadrinhos "Máquina Zero 2" (Quadro a Quadro, 2015) e a biografia em quadrinhos de Liza Minnelli (Bluewater Productions, 2014). Colaborou com a exposição com um cartum sobre o prazer da leitura dos quadrinhos.

RAPHAEL PINHEIRO é formado em Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ e atualmente estuda na École Europeenne Superieure de l'Image em Angoulême, na França, na Turma Internacional de Quadrinhos. Para esta exposição enviou duas páginas de um quadrinho inédito que está desenvolvendo na França. Ele possui um canal no youtube onde ensina como fazer quadrinhos https://www.raphapinheiro.com/youtube

THINA CURTIS é artista plástica e arte-educadora e grande defensora dos fanzines. Como fanzineira ela ainda une aos quadrinhos uma outra paixão: a poesia. E é com poesia na forma de quadrinhos que ela contribuiu para esta exposição.

TRINA ROBBINS é uma quadrinista estadunidense que iniciou a carreira com o movimento underground, nos anos de 1960. É considerada uma das pioneiras nos quadrinhos estadunidenses, tendo sido a primeira mulher a desenhar a Mulher Maravilha. Atualmente dedica-se a pesquisas sobre mulheres nos quadrinhos. Ela nos cedeu a arte que fez para Will Eisner e que será novamente exibida na exposição que vai comemorar os 100 anos do nascimento de Eisner.

WELINGTON SILVA DE CARVALHO - Web designer. Produz caricaturas e animações, artes gráficas. Nascido em Leopoldina em 1987, filho de Maria do Carmo e José Homero. 

A exposição irá permanecer no Centro Cultural Mauro Almeira durante dois meses, aberta a toda comunidade, e poderá receberá visitação escolar mediante agendamento prévio,


Realização: Gibiteca Escolar Helena Fonseca, da Escola Municipal Judith Lintz Guedes Machado e Secretaria Municipal de Cultura
Curadoria: Natania A. Silva Nogueira
Montagem: Cristiano Fófano
Apoio:
Secretaria Municipal de Educação
Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial (ASPAS)
The Ink Link Association
Estúdio A2

LANÇAMENTO DO LIVRO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS NA ESCOLA

O livro Histórias em Quadrinhos na Escola vai ser lançado durante a Semana da Gibiteca. Além de um capítulo especial sobre gibitecas, que consta a a Experiência da Gibiteca Escolar Helena Fonseca, o livro ainda traz uma breve História dos Quadrinhos na Educação e dicas de como as Histórias em Quadrinhos podem ser usadas na sala de aula.

O lançamento será dia 09 de maio, às 20 horas e 30 minutos, no Centro Cultural Mauro Almeida, na Praça Félix Martins.

PREPARE-SE: A SEMANA DA GIBITECA JÁ ESTÁ COMEÇANDO

A semana da Gibiteca, concebida para comemorar os 10 anos da Gibiteca Helena Fonseca. Começa amanhã, dia 08 de maio. E a programação está fantástica. Premiações, palestras, oficinas, exposições e muitas outras coisas vão agitar a E. M. Judith Lintz Guedes Machado e toda a cidade de leopoldina. a programação completa pode ser acessada aqui ou no site do jornal Leopoldinense, aqui!

Estaremos preparando muitas surpresas! Não deixe de acompanhar as novidades no nosso blog!

Agradecimento especial à Casa de Leitura Lya Muller Botelho, sob direção de Alexandre Moreira, que nos cedeu espaço para realizar uma de nossas atividades, no dia 13 de maio. 

terça-feira, 25 de abril de 2017

CONVITE PARA A SEMANA DA GIBITECA

Clique na imagem para ampliar ou faça download da imagem!
Está chegando a semana da Gibiteca!

Já temos o convite com a programação. Agradecimentos especiais a Alice Costa, que nos presenciou com este lindo cartum!

sábado, 15 de abril de 2017

AGORA SOMOS A GIBITECA ESCOLAR HELENA FONSECA

Turma do 9º ano
Pois é, tivemos a eleição para a escolha do nome da Gibiteca em dois turnos: primeiro aqui no blog, com o voto dos nossos leitores. Depois na escola. Para a final foram escolhidos três nomes; Nair de Teffé, Helena Fonseca e Ciça Pinto. Fizemos a votação na escola no dia 03 de abril, com  os alunos do 9º ano. 

Nossa urna!
Foi bem simples. Primeiro os alunos receberam uma folha com uma pequena biografia das candidatas. Lemos, eles comentaram e fizerem perguntas.  Depois cada um recebeu uma cédula, onde deveria marcar o nome da candidata escolhida. Foram 45 eleitores e todo o processo foi acompanhado por uma representante da diretoria, inclusive a apuração dos votos, que ocorreram no mesmo dia. 

No final, a ganhadora foi Helena Fonseca, roteirista de quadrinhos nacionais. Infelizmente ainda não conseguimos uma foto dela, ou mesmo uma forma de nos comunicarmos com a família dela. Por isso demoramos um pouco para soltar o resultado, mas continuaremos tentando.

Mais sobre Helena Fonseca:
Helena Fonseca foi uma roteirista de histórias em quadrinhos brasileira muito ativa entre os anos de 1960 e 1980. Trabalhou com vários gêneros, como aventura, superaventura, terror e quadrinhos infantis. Escreveu roteiros para a revista do Capitão 7, um dos heróis nacionais mais antigos das HQs brasileiras. Também trabalhou com quadrinhos de terror, tendo participado da criação de Naiara, a filha de Drácula. Roteirizou ainda as revistas Juvêncio, o justiceiro, Targo, O vigilante rodoviário, Margarida, Os trapalhões dentre muitas outras.