terça-feira, 9 de junho de 2020

DESENHISTA CRIA LIVROS DIGITAIS BASEADOS NA HISTÓRIA DE UBERABA E EM ATLETAS PARALÍMPICOS DA ADEFU


Dois e-books baseados em elementos que fazem parte da história de Uberaba e em entrevistas com atletas paralímpicos da cidade foram lançados na última terça-feira (26).


Ilustrados e roteirizados pelo desenhista Lacerda, os livros digitais "A Menina do Violino Azul" e “A Menina do Violino Azul - Parte 2: A esperança Contra o Coronavírus”, estão disponíveis pela internet.


A personagem principal é Nanda, uma menina deficiente que tem como companhias a cadeira de rodas, um tanque de oxigênio e um violino azul.


A garotinha passeia por um alguns locais que são considerados cartões postais da cidade – como a Igreja Santa Rita, Peirópolis e Museu do Zebu – e conhece a Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba (Adefu), onde se sente inspirada pelos atletas paralímpicos.


Escritos com foco no público infanto-juvenil, os livros têm uma linguagem didática e, além de valorizarem a história de Uberaba, também abordam a inclusão.


"A abordagem feita pelo autor traz um olhar para a inclusão, que vai além das limitações físicas ou intelectuais. Aborda com maestria também a inclusão das pessoas, no que se refere ao acesso de todos, independente das limitações, aos bens socioculturais da humanidade, como por exemplo o patrimônio histórico e científico", comentou a secretária municipal de Educação, Silvana Elias.


De acordo com o desenhista, os livros "A Menina do Violino Azul" preenchem uma lacuna na produção de Histórias em Quadrinhos na cidade.


“Uberaba pode se tornar um centro produtor de Histórias em Quadrinhos. Temos uma riqueza cultural única, somos conhecidos como a cidade dos Dinossauros, a capital do Zebu, a terra de Chico Xavier, a cidade das igrejas históricas e isso precisa ser divulgado”, ressaltou Lacerda.


Postagem publicada originalmente no G1.

Nenhum comentário: