terça-feira, 23 de novembro de 2010

Justiça belga pede proibição de "Tintin no Congo" por ser racista


E eu que achei que isso tinha acabado...

******

Um tribunal belga ouviu nesta segunda-feira os argumentos expostos por um cidadão congolês e uma associação francesa para proibir a história em quadrinhos "Tintin no Congo", a qual consideram racista e ofensiva em relação aos africanos.

"Não queremos que seja um julgamento contra Hergé (o desenhista belga do personagem), e sim contra uma época na qual o racismo estava ancorado nas mentalidades", declarou o advogado de um dos autores da ação, citado pela agência Belga.

O julgamento começou em 28 de abril depois do processo aberto por Bienvenu Mbutu Mondondo, cidadão congolês residente na Bélgica, e o Conselho Representativo de Associações Negras (CRAN) da França.

Os autores da ação querem proibir a venda de "Tintin no Congo", publicado em 1931, ou, pelo menos, exigir que as novas edições tenham uma advertência e um prefácio onde se explique o contexto da época, quando a atual República Democrática do Congo era uma colônia belga.

Uma decisão a respeito é esperada para os próximos meses.

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO APF

2 comentários:

E e J disse...

Prossiga neste trabalho não desista...

mogiana quadrinhos disse...

visite blog www.mogianaquadrinhos.blogspot.com